quarta-feira, 27 de abril de 2011

Tabela progressiva para aposentadoria no INSS









Para quem se filiou à previdência social até 24 de julho de 1991, a carência (contribuição) necessária será a quantidade que está na tabela abaixo, conforme o ano que completou a idade de 60 anos (mulher) e 65 anos (homem). Após 24/07/1991, a carência necessária será de 180 meses.

Ano de implementação das condiçõesMeses de contribuição exigidos
199160 meses
199260 meses
199366 meses
199472 meses
199578 meses
199690 meses
199796 meses
1998102 meses
1999108 meses
2000114 meses
2001120 meses
2002126 meses
2003132 meses
2004138 meses
2005144 meses
2006150 meses
2007156 meses
2008162 meses
2009168 meses
2010174 meses
2011180 meses


 Para aposentadoria por tempo de contribuição, além da carência há tambem a quantidade mínima de tempo de serviço/contribuição, porém esse tempo pode ser período de auxílio-doença, serviço militar obrigatório, entre outros.

117 comentários :

marta andrade disse...

tenho 48 ano e 30 de trabalho sou professora , quandos anos falta para receber 100 por cento do meu salario?

Mr. Prev disse...

se for aposentar hoje, voce receberia aproximadamente 65 % de sua media. para receber aproximadamente 100% deverá trabalhar mais uns 7/8 anos.

Forms disse...

boa tarde, trabalhei como atendente de enfermagem durante 7 anos na cuidando de doentes sem receber insalubridade na carteira profissional e depois trabalhei como servidor estadual recebendo insalubridade de 40% + 8 anos até 1994 e atualmente trabalho como operador de tratamento de água exposto a poeira de cal , cloro gasoso até o momento.tenho direito a aposentadoria especial? Qual o documento que necessito fazer para ter direito a insalubridade na epoca de atendente de enfermagem.

Mr. Prev disse...

Ate 28/04/1995 ha enquadramento para atentende enfermeira mesmo sem receber, desde que as atividades sejam exercidas nas mesmas condições da profissional de enfermagem. De 29/04/195 a 13/06/1996 tambem é possivel enquadrar, depois dessa data apenas enfemeiras que trabalham em hospitais de doenaçs infecto-contagiosas

O tempo que voce era servidora estadual, se houve contribuição para a Previdencia Propria do estado, voce precisara levar uma certidao de tempo apra aproveitar o periodo no INSS, mas nesse caso nao sera cosniderado especial.
Se a contribuição como servidora ja era para o INSS ai sim, dependendo da exposição a agentes nocivos.

Forms disse...

Ficou uma dúvida,durante o tempo em fui estátutario eu contribui para a previdencia do Estado do Rio,que foi de 1986 até 1994.Outubro de 1994 fui chamado para trabalhar na Cedae(concursado)regime CLT até hoje,na função de Operador de Elevátoria(ruído)e como Operador de tratamento de Agua(poeira de a cal e cloro gasoso)desvio de função.OK! Tenho 49 anos e trabalho de 1981 até hoje nessas condiçôes insalubre. 31 anos de trabalho.Tenho que trabalhar mais quanto tempo para aposentar especial?

Mr. Prev disse...

AI voce me apertou, nao tem como eu responder sem ver seu PPP, mas o periodo de estatutario nao será enqudrado como atividade especial, apenas de 10/1994 para frente(CLT). Mas se de 1994 ate hoje cosnerarem insalubre entao ja da para se aposentar pois voce ganha 40% do tempo. Em 10 anos voce ganharia 4. Resumindo, hoje voce precisa de pelo menos 4 anos enquadrados como especial pelo perito do INSS. Ou seja, agende um pedido de aposentadoria para voce, pode ser que ja esteja passando. Se o ruido vai ser cosndierado especial ou nao, só a pericia para falar, depende de muitos fatores como intensidade, uso eficaz do EPI, entre outras.

Forms disse...

Boa tarde,Mr Prev,o meu periodo como estatutário na função de Auxiliar de Serviços Hospitalares recebia 40% de insalubridade no contracheque,mais deixei de pagar INSS e contribui para o Previ do RJ de mais ou menos 5 anos.Quando entrei para o regime CLT (CEDAE)averbei o meu tempo que tinha como Servidor Público(1986 a 1994)levei 2 triênios e a Empresa reconheceu este tempo.Então este tempo vale ou não para aposentar por insalubridade? Gostei muito seu Blog e atenção dispensada para todos nós.Muito obrigado!

Mr. Prev disse...

Periodo contribuido para o RPPS(Regime Proprio) não há enquadramento como especial.
Ja em relação ao periodo de CLT, não há enquadrametno adminsitrativo para o cargo de Auxiliar de Serviços Hospitalares, vai depender da analise do agentes nocivos a qual voce estava exposta.
Sendo assim não tem como eu ti responder até pq precisaria ver seu PPP. Mas fazendo ma comapração com enfermeira, esse tipo de profissionaç(enfermagem) tem o reconehcimento apenas ate 13/10/1996, apos essa data so as profissionais que trabalharam em hospitais especializadas em doença infectocontagiosas.

Resumindo, so quando seu PPP for analisado para saber qual o periodo poderá ser enquadrado, seu caso depende do que está escrito no PPP.

Cleve Souza disse...

olá boa tarde!
ja havia mandado uma pergunta + nao obtive uma resposta.
olha eu tenho 51 anos e trabalhei com carteira assinada pelo regime da clt de 1982 a 1988 e assinei minha recisao em 1989 e de la para ca numca + trabalhei e nem contribui com a previdencia.
o que devo fazer para ter a minha aposentadoria quando tiver 60 anos?
como posso pagar o que resta de contribuiçoes?
terei que pagar + quantos anos?
desculpe tantas perguntas é que tenho muitas duvidas e o inss nao explica direito
obrigada

Mr. Prev disse...

Vamos lá!!!
Voce tem 7 anos de contribuições, sendo assim faltam 8 para completar 15. Entao va ao INSS, faça um acerto de cadastro e inscrição de atividade, comrpe um carne em algum bazer e comece a pagar mensalmente, quando for ao INSS é bom ja ter o carne par eles ti ensinarem a preencher.

Mr. Prev disse...

Mulher se aposenta aos 60 anos por idade

Marcus disse...

Boa tarde!
Minha mãe tem 66 anos e 9 pagos para a previdência. Ela se filiou antes de 1991. Gostaria de saber se para aposentar, a unica maneira seria pagando até completar esses 180 meses. E outra coisa, essa tabela progressiva ainda vai aumentar ou o máximo são esses 180 meses?
Obrigado!

Mr. Prev disse...

O maximo da tabela sao os 180 meses e sua mae como se filiou antes de 191 tera que completar a quantidade de contribuição necessaria quando completou 60 anos. Se foi 2006 sao 150 meses

Albert disse...

Tenho 39 anos, meu primeiro emprego começou aos 18 anos de idade, ou seja, em 04.11.1991. Quando poderia me aposentar com vencimentos integrais? Grato

Mr. Prev disse...

vencimentos integrais? só la pelos sessentas anos pois devido ao fator previdenciario, quando voce completar 35 anos de contribuição voce vai ter aproximadamente 53 anos. Nos dias de hoje o seu fator seria 0.66, ou seja, voce levaria 66% da sua media.

EliFX disse...

Comecei a trabalhar registrado com 13a e 9 meses em 08-12-1988.
Fiquei na empresa até Abril de 1997. Fiz minha inscrição no inss em Junho como autonomo(motorista). Paguei de-la pra cá uns 12 meses s´s.
Desde 1999 estou sem contribuir, como posso regularizar esses meses sem pagar? e Com quantas contribiução volto a ficar como segurado do INSS novamente?? Grato

Mr. Prev disse...

COm uma contribuição voce ja é segurado, mas cada beneficio tem uma carencia minima, Auxilio-doença precisa de pelo menos 4 meses de contribuições, a nao ser que seja acidente ou doença que isenta de carencia.
Se morrer, deixa pensao com apenas um mes, e por ai vai.....

Caso tenha parado de pagar e nao deu baixa na atividade inscrita, podera pagar os atrasados, caso queira.

Lincoln Motta disse...

Ola,tenho 53 anos e contribui como assalariado durante 10 anos, logo apos,contribui como socio de uma pequena empresa durante 2 anos,quando em 1993, passei a empresa adiante e nao recolhi mais inss. estive vendo no site da previdencia e minha matricula continua aberta.a pergunta e se eu poderia pagar os atrasados de todos estes anos? grato pela atençao.

Patrícia Oliveira disse...

Olá.
Meu pai é trabalhador rural. Ele tem 48 anos de idade e 29 de contribuição em carteira. Ele exerce algumas atividades de risco e o atual empregador, onde ele trabalha desde 1992, erá emitir o PPP dele. Com o PPP em mãos, seria possível o aumento do tempo de contribuição ao apresentar o documento ao INSS? Quais são as possibilidade de aposentadoria para ele? Quais os procedimentos possíveis?
Desde já agradeço.

Mr. Prev disse...

Pelo que voce me disse nao. COmo voce era empresario, mesmo com a atividade em aberto, por se tratar de uma atividade que ha documentação, entao vao pedir apra voce os contratos, alterações sociais e baixa da empresa. Voce so pdoera pagar ate a data que saiu da empresa ou deu baixa.

Esse negocio de atividade em aberto poder pagar os atrasados é quando nao ha documentação, quando é apenas decalrtorio, como por exemplo pedreiro. A pessoa declara que é, depois decalra que não é, não tem documentação/registro em nenhum lugar.

Mr. Prev disse...

PPP para trabalahdor rural so permite enquadramentopor profissao no periodo de 07/1991 a 28/04/1995, se for atividade agropecuaria.
FOra esse periodo so se for por agentes nocivos, mas é muito dificil o perito aceitar.

Patrícia Oliveira disse...

Olá!
Mas ele trabalha com agentes nocivos, com herbicidadas. Fora esse período que você citou, o PPP não vale nada? No caso dele, como ele tem 48 anos, caso ele aposentasse hoje qual seria o fator previdenciário dele? Quais alternativas tenho para tentar aposentá-lo?
Desde já agradeço.

Diego Rodrigues disse...

Olá, uma dúvida. Minha vó trabalhou de 50 a 53 e pagou um tempo a parte (no carnê)...somando tudo isso dá 78 contribuições agora em 2012. Pela tabela, como ela completou 60 anos em 1995 então ela tem direito ja né pois quando fui no inss há 5 meses atras vi que faltavam 4 parcelas pra chegaar nas 78 e as paguei. será que agora que la tem 78 cont e mais de 80 anos sai alguma coisa mesmo??

morena flor disse...

Oi, minha vo sempre falava pro meu pai pagar inss, mas ele sempre inventava desculpa...
Depois que descobriu que estava doente,bateu o arrependimento e resolveu comecar a pagar..dia 20.11.12 Infelismente ele faleceu :'( Ele ainda tem uma filha menor...que recebia pensao. nao sei se recebe alguma coisa, ou se tem como pegar o que ele pagou. p ajudar na pensao! :(

Mr. Prev disse...

Se ela completou em 1995, entao ela precisao de 78 meses, caso ela tenha essa contribuições vai sair sim a aposentadoria.

Mr. Prev disse...

Se ele faleceu sem ter pago nenhuma contribuição, então nao vai ter jeito, pois nao se pode pagar depois do falecimento.

Mas se ele ja estava contribuindo, mesmo que apenas um mes, ha direito a pensão por morte, desde que ele ainda tenha qualidade de seguado, ou seja, se a ultima contribuição foi dentro dos ultimos 13 meses como autonomo, ou sete meses como facultativo

Mr. Prev disse...

Nunca vi herbicidas serem cosndierados para enquadramento como especial pela perito. Garantido so o periodo que eu falei, é praticamente certo que ele nao vai conseguir um periodo maior do que eu citei acima.

Sirle disse...

Sou auxiliar de enfermagem trabalhei nos hospitais e num pronto atendimento da PMSP de 1982 a 1995, neste meio tempo trabalhei como tecnica de segurança do trabalho (até 1996) no regime CLT e a partir de 1997; como auxiliar de enfermagem do trabalho concursada, trabalho até presente data em uma empresa de economia mista, entrei com pedido de aposentadoria especial apresentei a CTC + laudo de insalubrida fornecido pela PMSP secretaria da Saúde e PPP fornecida pela empresa de economia mista, solicitei somente os laudos para função de auxiliar de enfermagem,qual endereço da justiça para entrar com meu pedido? agradecida Sirle

Mr. Prev disse...

Como assim endereço da Justiça? Sugiro primeiro entrar no INSS com pedido de aposentadoria, mesmo que sua ideia seja conseguir a especial na Justiça, ja que enfermagem geralmente é considerado so até 1996 no INSS, varios juizes estao paralisando o processo judicial e mandando dar entrada no INSS primeiro.

Em relaçao ao endereço da Justiça, voce pode acessar o site do Tribunal de Justiça para mais informações, até porque nem sei de qual cidade voce é, parece ser São Paulo....

Erivaldo Barbosa disse...

Tenho um amigo que tem 53 anos e em 2014 completa 35 anos de contribuição.Ele já pode se aposentar com ganho de 100%? Algumas pessoas dizem que ele tem que ter 65 anos.É verdade?

Mr. Prev disse...

O fator previdenciario vai fazer ele peder uns 35% da media calculada. 100% so la pelos 60 anos.

Jose sebastião Oliveira disse...

meu nome e jose eu queria saber em 1980 tive minha primeira ficha ate 2006 estava todo encopreto mais agora eu estou comtribuindo sera que em 2015 eu tem direito de aposetar

Mr. Prev disse...

o que voce cham de incompleto? voce precisa ir ao INSS para verificar a situação de seu vinculo, ve se tem alguma pendencia, pois muits vezes as emrpesas informam errados ou demoram apra fazer essaa informação e entao é necessario corrigir. Dependendo da situação a correção nao pdoe ser feito apenas com a apresentação da CTPS e sim da rescisao de contrato ou livro de registro de empregados.
Completando 35 anos de contribuições pdoera aposentar.

Sara Della Penna disse...

Bom dia!
Gostaria de saber se um homem com 50 anos de idade e 35 de contribuição ao se aposentar por tempo de serviço ganhará 100 % do salário ou terá que esperar até seus 65 anos de idade para ganhar os 100%.

Obrigada

Mr. Prev disse...

O fator previdenciario vai diminuir cerca de 40% do salario de beneficio, se quiser 100% vai ter que trabalhar aproxiamdamente ate os 58 anos.

Forms disse...

Bom dia,Mr Prev, o meu tempo de Estatutário Estadual,conta para aposentar,a minha certidão de tempo de serviço está na Empresa regime CLT, fiquei aprox. 5 anos sem contribuir para a INSS, somente para o IPERJ. Recebia insalubridade.Pergunto esse tempo serve como prova de que não me afastei do meio INSALUBRE,ainda trabalho no meio insalubre até agora.Trabalho desde 1981 em ambiente insalubre.

Mr. Prev disse...

Periodo de CTC(certidao) nao tem enquadramento como periodo especial, apenas os periodo vicnulados ao RGPS. E voce nao tem qeu comprovar que saiu ou voltou do insalubre, os periodo sao analisados um a um conforme legislaçao e o que está escrito nos PPP.

Monica Messias disse...

Minha mãe trabalhou em 2 empresas:
1) de 1-11-83 saida 1-4-86 ( 3 anos e 5 mesese)
2) de 1-02-88 saida 11-02-89 ( 01 ano )
Desde então ficou todo este tempo sem recolher apesar de trabalhar como costureira, e somente em 03/2012 começou a recolher o carne de inss facultativo 11% sobre o minimo, ou seja, já fez 1 ano. Somando 3 + 1 + 1 = 5 anos e alguns meses. Ela gostaria de saber se terá direito a aposentadoria conforme a tabela progressiva de carência. Ela completou 60 anos em 29/01/2013.
Desde já agradeço.

Mr. Prev disse...

Ela vai ter que completar 180 meses a tablema progressiva é para quem fez 60 anos em anos anteriores.

Gilson José Costa disse...

Trabalhei como soldador de 87 a 2000 em uma firma sem ser registrado, ganhei na justiça o direito de ser registrado tudo direitinho com todos os reajustes, PPP, etc e tal e fui registrado por determinação judicial. Só que a firma não havia recolhido nada."não sou quem deixou de recolher e sim a firma" Trabalho de 2000 até a atual data também como soldador registrado tudo certo com adicional de periculosidade e tudo. Já ultrapassei e muito os 25 anos para requerer a aposentadoria especial, Juntei todos os documentos necessários pedidos pelo INSS inclusive o processo judicial, a pessoa que me atendeu no INSS havia me adiantado que o pedido seria negado dizendo que o INSS só aceita provas materiais e não testemunhais, como constam no processo(tive a impressão que ela nem olhou direito o processo e outros dcts),e hoje recebi a carta da previdência indeferindo meu pedido; Tenho direito a aposentadoria? ou os registros e a determinação judicial de nada valerão? Por favor me ajudem . Desde já agradeço; Atenciosamente Gilson

Mr. Prev disse...

A orinetação foi correta, se o processo judicial tiver so provas testemunhais entao nao serao aceitos, o INSS so reconehce o judicial de duas formas: Com documentos que comrpovam ou se o juiz determina na sentença que seja reconhecido para fins previdenciario.

Vale lembrar que soldador tem enquadramento como especial garntido apenas ate 04/1995, depois depende da analsie do PPP, aplicação de EPI eficaz entre outras coisas, a partir de 1998 é dificil ganhar por causa do EPI.

Pedro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pedro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pedro disse...

Tenho 50 anos sou auxiliar de enfermagem, trabalhei durante 10 anos em um hospital recebendo insalubridade 20% durante 6 anos e 4 anos recebendo 40%.Descontando durante esses anos INSS sendo esse tempo comprovado através de PPP (unidade fungos bactérias etc.).
Trabalhei de 1990 a 2000 como funcionário publico municipal em um municipio concursado em regime estatutario no mesmo cargo auxiliar de enfermagem recebendo insalubridade 20% comprovados através de contracheque descontando para o instituto de previdencia do estado RGS. Trabalho a 13 anos em outro municipio concursado no regime estatutario na mesma função recebendo insalubridade 20% e descontando INSS perfazendo um total de 32 anos de tempo de serviço recebendo insalubridade.
Gostaria de saber se posso entrar com pedido de aposentadoria especial.

Mr. Prev disse...

Esse periodo de concursado em municipio foi contribuição para o INSS ou regime proprio de previdencia do municipio?

Periodo de regime proprio nao tem conversao para especial.

Se for tudo INSS, ate 1996 é comsiderado especial, apos essa data apenas para quem trabalha em hospitais de doenças infecto-contagiosas, dificilmente consideram em oturos casos

Mas voce pode dar entrada para que seja analisado, recomendo voce fazer isso.

Pedro disse...

Complemetando a pergunta entre o tempo de hospital mais o concursado em um dos municipios são vinte e tres anos de contribuiçao ao INSS.
E ao municio anterior aonde trabalhei o desconto era para o Instituto de Previdencia do Estado do Rio Grande do Sul somando 10 anos.
De Fevereiro de 1981 a setembro de 1990 foram contribuiçoes para o INSS de setembro de 1990 a dezembro de 2000 foram contribuiçoes ao Instituto de Previdencia do Estado Rio Grande do Sul(IPERGS) e de janeiro do ano 2000 ate o dia de hoje são contribuiçoes ao INSS Caso Não tenha tempo Para aposentadoria especial esse tempo insalubre pode ser convertido e solicitado a aposentadoria por tempo de serviço.

Mr. Prev disse...

Como falei anteriormente, o tempo de regime proprio nao tem conversao e a partir de 1996 vai depender do tipo de hospital hospital.

A principio apenas o periodo de de 1981 a 1990 haveria conversao.
e voce ira ganahr 40% desse tempo, ou seja, uns 4 anos.

Ou seja, voce tem na faixa de 35 anos de tempo de serviço pois seriam esses 32 comuns mais 4 anos com a conversao. Isso sem falar do periodo psoterior a 2000 pois naos ei qeu tipo de hospital voce trabalha, mas acredito que nao deve ser considerado

Agora quero ver voce aceitar o valro do beneficio, 50 anos? o fator vai comer a metade...rsrsrsrs

Marcelo De Almeida Vianna disse...

TENHO 52 ANOS, 31 ANOS DE CARTEIRA ASSINADA E 37 ANOS PELO CÁLCULO DA APOSENTADORIA ESPECIAL FEITA PELO 'RH' DA MINHA EMPRESA, QUE LEVOU EM CONSIDERAÇÃO TODA A MINHA COMPROVAÇÃO DE TRABALHO ANTERIOR.
PERGUNTO:
JÁ DEI ENTRADA NA MINHA APOSENTADORIA INTEGRAL E GOSTARIA DE SABER SE A MINHA IDADE INFLUENCIARÁ NO CÁLCULO DO MEU BENEFÍCIO?
SE PERCO, GOSTERIA DE SABER QUANTO RECEBERIA SE TIVESSE 53 ANOS? E 55 ANOS?
VOU CONTINUAR TRABALHANDO E CONTRIBUINDO. PODEREI PEDIR REVISÃO DO MEU BENEFÍCIO QUANDO TIVER 56 ANOS?
GRATO

Mr. Prev disse...

COmc eerteza. Sendo uma aposentadoria por tempo de contribuição, o fator previdenciario vai diminuir e muito o valor de sua aposentadoria com 52 anos. Pode colocar ai uns 40 a 50% de perda.

No momento desaposentação apenas judicialmente, está sendo discutido no STF, pode ser que esse ano ja tenha uma posição definitiva sobre desaposentar.

Marcelo De Almeida Vianna disse...

Mr Prev

Não vou desaposentar, pois a minha Previdencia Privada só passará a complementar o meu benefício após os meus 55 anos.
Não vou parar de trabalhar ou contribuir. Considero uma distorção o fato de ter direito a aposentadoria pelo INSS e não ter pela minha previdencia privada.
Pergunto novamente se poderei pedir revisão do meu benefício, em função da minha idade mais avançada e pelo fato de que não vou parar de contribuir até os meus 56 ou 57 anos?

Mr. Prev disse...

Não.

Para incluir as contribuições posteriores a aposentadoria só com desaposentação, que no momento acontece apenas judicial.

Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mr. Prev disse...

Se ele nao tiver mais a qualidade de segurado, ou nao ter quando ficou doente vai ter que ser o LOAS, pode solicitar quantas vezes quiser.
Auxilio-doença é apenas para quem tem a qualidade de segurado na epoca da invalidez/incapacidade.

Vai ter que ser agendado pelo 135 um horario no INSS.

Se for LOAS sugiro procurar a assistente social da cidade para auxiliar, ja em relaçao ao auxilio-doença, no dia amrcado leve os documents pessoais e documentos medicos que comprovam a incapacidade.

Para o LOAS, é agendado inicialmente uma tendimento adminsitrativo, depois vem o a cosnulta com a assitente Social do INSS e depois a avaliação medica.

para o LOAS é necessario a planilha de grupo familiar preenchida e os documentos do grupo


thiagooliveira disse...

oi. Uma professora com (56 anos) de idade, que já teve cancer e que ainda toma rémedios relativo a tal doença, já teve 2 pedidos de auxilio doença negado (absurdo); Ela possui (24 anos) de serviço, no qual falta 1 ano para contabilizar a chamada APOSENTADORIA ESPECIAL.
ENTÃO, Seria vantajoso entrar com aposentadoria por invalidez IMEDIATAMENTE ou esperar esse tempo que resta para pleitar a aposentadoria integral?

obrigado desde já !

Artur Sôffa disse...

Mas por ele ter mais de 55 anos e ter mais de 15 anos de CONTRIBUIÇÃO, não poderei aponsentá-lo?

- Não estava contribuindo quando sofreu o acidente
- Ele é separado e por não ter outro lugar para morar veio comorar com minha mãe.
- Não tem renda nenhuma e nós que cuidamos dele
- A renda das pessoas que moram no mesmo teto passa da quantidade que o LOAS pede, mas ele só está aqui porque não tem renda e irá mudar de casa quando se aposentar.


* Tem como aposentá-lo pelo LOAS? Pois a junção da renda das pessoas que moram no mesmo teto passa do teto do LOAS?

Mr. Prev disse...

Atualmente não!!!

Ou ele deve ter 65 anos de idade e 15 de contribuição, ou 35 anos de contribuição

Agora tem o LOAS, mas alem de comrpovar invalidez tem a questao da renda que no caso sao os filhos solteiros, irmaos solteiros e esposa sobre o mesmo teto.

Ele até pode pedir, passar por uma pericia para tentar cormpvoar a situação de incapaz para vida civil e se der problema na reda a opção de entrar com recurso, mas é muito dificil ganhar nesse caso.

Mr. Prev disse...

Nao se entra com apsoentadoria por invalidez, esse tipo de beneficio surge a aprtir de um auxilio-doença, mas pelo que voce falou ta dificil conceder.

Ou seja, peloq ue covnersamos acho que sera mais facil trabalahr mais um ano e completar os 25 anos de professora.

Artur Sôffa disse...

- Caso possivelmente perdermos, este recurso é cabível em quantos dias? É necessário advogado para tal petição recursal?

Mr. Prev disse...

Nao precisa de advogado para entrar com recurso adminsitrativo, e recomendo que faça, mesmo que não seja concedido mas é um procedimento simples, porque não tentar?

Mas a Junta vai anlisar seguindo o que fala a legislaçao previdenciaria, entao em casos de idneferimento pro renda, fica dificil ganhar ja que a legislação é clara nesse sentido.

Vinicyus oliveira disse...

Minha mãe trabalhou 99 meses até 1991;
+ 31 meses até 1998;
+ 125 meses até 2012;

ele tem 52 anos de idade...

quanto falta para se aposentar?

Mr. Prev disse...

ela vai se aposentar por idade aos 60 anos ja que nao atingira os 30 anos de contribuição antes disso. A nao ser que ela tenha periodo especial(insalubre) comprovado com PPP

Artur Sôffa disse...

Qual o prazo decadencial deste recurso administrativo?

Artur Sôffa disse...

Pessoas do mesmo teto que não são (a)filhos solteiros (b)irmãos solteiros e (c) esposa sobre o mesmo teto, também entram na declaração de renda para o LOAS?

Artur Sôffa disse...

Peguei o requerimento de benefício assistencial e aqui nele tem o ANEXO 2 (DECLARAÇÃO SOBRE A COMPOSIÇÃO DO GRUPO E RENDA FAMILIAR DO IDOSO E DA PESSOA PORTADORA DE DEFICIÊNCIA), nesse segundo, consta em seu verso o seguinte:
- "Esclarecimentos - Este atestado deverá ser fornecido pelo Conselho de Assistencia Social dos Estados, do Distrito Federeal e dos Municípios ou por autoridades locais ou Assistentes Sociais identificados e qualificados, que 'conheçam o pretendente ao benefício' [1](QUE CONHEÇAM O PRETENDENTE AO BENEFÍCIO? COMO ASSIM?).
Entre as autoridades incluem-se: Juiz, Juiz de Paz, os Promotores de Justiça, Comandante Militar do Exército, da Marinha, da Aeronáutica e das Forças Auxiliares e Delegado de Polícia [2](Oque uma dessas autoridades poderiam me auxiliar ou ajudar no deferimento deste pedido?)

Responda por gentileza as pergundas [1] e [2]. Grato desde já!

Mr. Prev disse...

Para solicitar alguma alteração na decisão do INSS seja através de revisão ou recurso, o prazo e de 10 anos.

Recurso com apresentação de novos elementos tem que ser feito em até 30 dias após ciência do indeferimento, caso contrário não receberá atrasados.

Filhos e irmão solteiros sobre o mesmo tento entram no calculo de renda do LOAS.

A declaração de grupo familiar não tem ou não deveria ter essa observação de juiz de paz, etc que você falou.

Olhe o link http://www.mpas.gov.br/forms/formularios/form006.html

Artur Sôffa disse...

Pessoas que NÃO SÃO FILHOS, IRMÃOS OU ESPOSA, entram no calculo do LOAS?

Mr. Prev disse...

Não!!!!!!
sobrinhos, netos, tios, avós, amigos, cunhados, não entram no calculo.

Carlinha disse...

Boa noite! Adorei o seu blog!
Gostaria de tirar uma dúvida para a minha sogra:
Ela é estrangeira, e nunca trabalhou no Brasil com Carteira assinada.
Contudo ao completar 50 anos, ela foi orientada para começar a contribuir ao INSS, na categoria costureira (pois ela cursava o curso de costureira). Agora ela possui 168 contribuições e está com 66 anos de idade. Será que agora ela conseguiria redução das contribuições por possuir mais de 60 anos, ou de fato, ela terá que ter as 180 contribuições, passando a receber a aposentadoria somente com 67 anos de idade?!
obrigada
Carlinha

Carlinha disse...

Boa noite!
Agora uma dúvida minha:
Para conseguir a aposentadoria de Professora, eu precisaria ter 25 anos de SALA DE AULA ou conseguiria como PEDAGOGA tb, já que meu cargo é 'PROFESSORA Orientadora Pedagógica'?

Outra dúvida:
Tenho 14 anos de carteira assinada (emprego anterior), posso averbar esse tempo para o meu trabalho atual (que é um cargo público, sou concursada)?
Caso positivo, eu me aposentadoria com 47 anos (já considerando os 25 anos de 'professora'); nesse caso, eu perderia quantos porcentos do salário benefício? Com qual idade eu conseguiria os 100%?
Muito obrigada!
Carlinha

Mr. Prev disse...

Se começou a contribuir após 1991(pelo que vi sim) então serão 180 contribuições.

Mr. Prev disse...

De acordo com a legislação:
A aposentadoria por tempo de contribuição será devida ao professor que comprovar, exclusivamente, tempo de atividade exercida em funções de magistério em estabelecimento de educação básica, bem como em cursos de formação autorizados e reconhecidos pelos Órgãos competentes do Poder Executivo Federal, Estadual, do Distrito Federal ou Municipal.

Função de magistério são as atividades exercidas por professores e especialistas em educação no desempenho de atividades educativas, quando exercidas em estabelecimento de educação básica em seus diversos níveis e modalidades, conforme Lei nº 11.301, de 10 de maio de 2006
---

Lei 11.301
Art. 1o O art. 67 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, passa a vigorar acrescido do seguinte § 2o, renumerando-se o atual parágrafo único para § 1o:



“Art. 67. ..............................................................

...........................................................................

§ 2o Para os efeitos do disposto no § 5o do art. 40 e no § 8o do art. 201 da Constituição Federal, são consideradas funções de magistério as exercidas por professores e especialistas em educação no desempenho de atividades educativas, quando exercidas em estabelecimento de educação básica em seus diversos níveis e modalidades, incluídas, além do exercício da docência, as de direção de unidade escolar e as de coordenação e assessoramento pedagógico.” (NR)

Carlinha disse...

obrigada pelo esclarecimento!
mas seria possível, esclarecer a minha segunda dúvida:

Tenho 14 anos de carteira assinada (emprego anterior), posso averbar esse tempo para o meu trabalho atual (que é um cargo público, sou concursada)?
Caso positivo, eu me aposentadoria com 47 anos (já considerando os 25 anos de 'professora'); nesse caso, eu perderia quantos porcentos do salário benefício? Com qual idade eu conseguiria os 100%?
Muito obrigada!
Carlinha

Mr. Prev disse...

Acho que não estou entendendo o que você está falando...rsrs
Como assim averbar o tempo e se aposentar pelo INSS?

Se você é atualmente concursada e contribui para Regime Próprio, então sua aposentadoria não vai ser pelo INSS, a não ser que você continue contribuindo como autônoma.

Se averbar não terá mais tempo no INSS, ira tudo para o RPPS, em relação a valores você tem que verificar junto ao RH do órgão onde você trabalha atualmente, já que não se trata de INSS.

Se aposentar pelo INSS, com 47 anos o fator previdenciário vai diminuir mais da da metade do seu salario de beneficio.

Carlinha disse...

desculpe se não me fiz entender (mas acho que até eu mesma me confundo, com tantas regras! rs)

meu desejo seria levar meus 15 anos do INSS para me aposentar CEDO como Funcionária Pública ...
Com qual idade seria o ideal para eu me aposentar com um BOM fator previdenciário como Funcionária Pública? ...

mais uma vez: muito OBRIGADA!

Mr. Prev disse...

Carlinha,
Se você vai se aposentar no RPPS então as regras são outras, fator previdenciário é para que vai se aposentar pelo INSS e nesse caso você pode usar a tabela acima/esquerda para calcular o fator previdenciário e saber qual seria aproximadamente sua perda com o fator ao completar 30 anos de contribuições e qual idade ideal

Mara Cardozo disse...

Tenho 54 anos, tenho 25 anos de contribuição, faz 10 anos que não contribuo mais, como devo proceder para adquirir uma aposentadoria com salario integral, quero retorna a contribuir.

Mr. Prev disse...

Mara, recomendo a você a aposentadoria por idade pois não tem a aplicação do fator previdenciário.

Porem, para não ter perdas você deve ter pelo menos 60% do período contado a partir de 07/1994 de contribuição.

Mr. Prev disse...

Mara, recomendo a você a aposentadoria por idade pois não tem a aplicação do fator previdenciário.

Porem, para não ter perdas você deve ter pelo menos 60% do período contado a partir de 07/1994 de contribuição.

Mr. Prev disse...

Mara, recomendo a você a aposentadoria por idade pois não tem a aplicação do fator previdenciário.

Porem, para não ter perdas você deve ter pelo menos 60% do período contado a partir de 07/1994 de contribuição.

Isaura de Castro disse...

Olá Mr. Prev. Minha mãe tem 73 anos, nasceu em 21/12/1939 infelizmente não consegue se aposentar.
Ela possui 112 meses de contribuição, neste caso ela tem que fechar os 180 meses, ou poderá se aposentar pela idade?

Mr. Prev disse...

Isaura, se ela começou a contribur depois de 11/1991 então vai ter que completar os 180 meses. se começou antes então vai pela tabela progressiva.
Se o grupo familiar não tiver renda nem ela receber pensão por mrote tem a opção de LOAS

Bem me quer Brindes disse...

Minha mãe tem 58 anos e 3 anos de contribuição. Pra ela se aposentar por idade e preciso contribuir por mais quantos anos?

Mr. Prev disse...

Bem me quer, ela vai ter que completar 15 anos de contribuições para se aposentar por idade.

MARCO AURELIO TOLENTINO disse...

Marco54
Mr. Prev. Tenho 54 anos de idade e comecei a contribuir em 1977. De lá para cá entre vários empregos contribuí mais ou menos uns 17 anos.
Faze uns 15 anos que não contribuo mais. .Como faço e como fico sabendo se posso me aposentar e o que devo fazer para , se for o caso completar as contribuições.
Grato e aguardo sua ajuda tolentinomau@yahoo.com.br

Mr. Prev disse...

Marco, se você tem 17 anos de contribuições vai se aposentar so por idade aos 65 anos, nesse caso você já tem as contribuições mínimas necessárias que são 15 anos.
Para aposentar antes so se completasse 35 anos de contribuição, mas se quiser pagar o período que não contribuiu no passado vai ter que comprovar que trabalhou.

Sueli Mercedes De Mendonça disse...

Meu tempo de contribuição para o INSS, no período de 17/07/71 a 16/06/86 foi de 11 anos, oito meses e 6 dias, depois parei de recolher e retomei, como facultativo desde 06/2010 até o mês 10/2013 (3 anos e 5 meses. Pelos meus cálculos recolhi por 15 anos 3 meses e 6 dias e tenho 181 contribuições. Completei 60 anos em abril de 2013.Entrei com pedido de aposentadoria e o INSS alega que ainda não completei as 180 contribuições necessárias. Pode me explicar o que ocorre? Grata pela atenção. Sueli

Mr. Prev disse...

E eu não entendi, como que um vinculo de 17/07/1971 a 16/06/1986 tem apenas 11 anos?

Sueli, quem tem que explicar é a agencia que fez a analise, da forma que você falou você teria direito sim, a não ser que os 11 anos fosse vinculo como trabalhadora rural, nesse casos não contaria como carência.

Sueli Mercedes De Mendonça disse...

Bom dia! No período entre 17/07/1971 e 16/06/1986 eu entrei e sai de algumas empresas e o tempo de recolhimento somam os 11 anos, oito meses e seis dias. entende?
Depois eu calculei mais ou menos o tempo restante para completar as 180 contribuições necessárias para aposentar-me por idade e comecei a recolher como facultativo. E foi então que recebi a informação do INSS que só recolhi 175 contribuições, e eu não entendi porque. Agendei para o dia 18/12 uma visita à agência e gostaria de um parecer de vocês, por considerar que suas orientações são corretas. Gostaria de estar convicta do que vou falar lá para não ficar minha palavra contra a deles, entende?
Mais uma vez agradeço a atenção e parabenizo pelo blog.

Mr. Prev disse...

Sueli, agora entendi.
O período como empregada(11 anos) tem qeu ser considerado de forma integral, caso haja algum erro no cadastro então o INSS deveria pedir documentos complementares. Exemplo? Sua CTPS esta rasurada então ela não serve mais para comprovar o vinculo, tem qeu levar outro como o livro de registro de empregados.

Contribuição como facultativo ou contribuinte individual só passa a contar depois da primeira em dia, então tem que verificar se não foi descartados as primeiras por estarem em atraso.

Ubirajara Quintino disse...

Minha esposa contribui como facultativo a 5 anos para não perder o tempo de contribuição. Ela completará 60 anos em 2015. Fora isto tem comprovado em CTPS, registro de trabalho que incluem 10 anos de auxilio doença. A pergunta é esta: Estes anos contam para a aposentadoria por idade?

Mr. Prev disse...

Atualmente tem um Ação Civil Publica que determina que o tempo de auxílio-doença seja contado como carência se houver retorno a contribuição.

Edson S. F. disse...

Minha tia é professora, tem 57 anos,e 36 anos de contribuição, ela pode requerer aposentadoria integral? Ela entrou na rede municipal em 78, com carteira assinada, em 2003 passou a estatutária, mas continua no INSS.

Edson S. F. disse...

Minha tia é professora, tem 57 anos,e 36 anos de contribuição, ela pode requerer aposentadoria integral? Ela entrou na rede municipal em 78, com carteira assinada, em 2003 passou a estatutária, mas continua no INSS.

Mr. Prev disse...

Claro que pode, 25 anos de professor ou 30 anos em qualquer atividade garante a aposentadoria integral. Porem quando se fala em integral não pense no salario atual, na verdade é feito uma media com as contribuições e há a incidencia do fator previdenciário, que no caso dela nao deve diminuir muito.

Edson S. F. disse...

Ela tem um salário mensal de 3.300,00 líquidos, segundo o funcionário do INSS, ela teria uma aposentadoria de 1.740,00, achei o desconto muito alto.

Mr. Prev disse...

da para fazer uma simulação no site da previdência, mas há dois fatores que influenciam o calculo.
Os salários anteriores que muitas vezes eram menores e não o equivalente a 2.300 hoje e também o fator previdenciário, que no caso dela nem deve diminuir muito, acredito que o principal problema deve ser os salários antigos.

Mr. Prev disse...

da para fazer uma simulação no site da previdência, mas há dois fatores que influenciam o calculo.
Os salários anteriores que muitas vezes eram menores e não o equivalente a 2.300 hoje e também o fator previdenciário, que no caso dela nem deve diminuir muito, acredito que o principal problema deve ser os salários antigos.

Mr. Prev disse...

da para fazer uma simulação no site da previdência, mas há dois fatores que influenciam o calculo.
Os salários anteriores que muitas vezes eram menores e não o equivalente a 2.300 hoje e também o fator previdenciário, que no caso dela nem deve diminuir muito, acredito que o principal problema deve ser os salários antigos.

Mr. Prev disse...

da para fazer uma simulação no site da previdência, mas há dois fatores que influenciam o calculo.
Os salários anteriores que muitas vezes eram menores e não o equivalente a 2.300 hoje e também o fator previdenciário, que no caso dela nem deve diminuir muito, acredito que o principal problema deve ser os salários antigos.

Wlino Lino disse...

Sou técnica em enfermagem, registrada com CTPS, desde 01/09/1988. Ocorre que entrei com pedido de aposentadoria especial em 25/03/2014, o qual foi INDEFERIDO. Alegou que não foi preenchido o tempo de CARÊNCIA. Não compreendi, pois já conto com mais de 25 anos de serviço/contribuição. Toda a documentação de comprovação foi juntada, inclusive PPP. GOSTARIA DE SABER QUAL PERÍODO AINDA RESTA A CUMPRIR.

"1. Em atenção ao seu requerimento de benefício, apresentado em 25/02/2014, comunicamos que da análise realizada nos documentos apresentados, constatamos não ter cumprido a carência mínima exigida, ou seja, o número de contribuições correspondentes ao ano de implementação das condições necessárias a obtenção do benefício, nos termos do Art. 142 da Lei 8.213 de 24/07/1991. Desta forma, não houve o reconhecimento do direito ao que foi postulado.
2. Na oportunidade, esclarecemos e, com fundamentação na legislação de regência, foram computados todos os períodos de contribuições a qualquer tempo, independentemente de ter ocorrido ou não a perda da qualidade de segurado, apurando-se um total de 321 contribuições a partir da filiação ao Regime Geral de Previdência Social realizada em 01/09/1988."

Mr. Prev disse...

Wino, ate 03/1997 a enfermeira é considerada atividade especial, em praticamente qualquer situação, após essa data apenas as que trabalham com pacientes portadores de doenças infectocontagiosas de forma permanente, e são poucos as unidades hospitalares que trtam exclusivamente desses tipos de pacientes.

Wlino Lino disse...

Perg. Trabalhei de 01/09/1988 a 04/12/1998 e fui recontratada pela mesma empresa (Hospital) em 01/09/1999...estando até a presente data. Com isso PERCO a qualidade de segurada especial.

Mr. Prev disse...

segurado especial é trabalhador rural..rsrsrs

leia atentamente minha resposta anterior e você entenderá como funciona o enquadramento como atividade especial.

Mas resumindo, após 03/1997 dificilmente(quase impossível) considerar especial quem não trabalhe em unidades exclusiva de tratamento de doenças infecto contagiosas.

Sirlei Correia disse...

Minha mãe tem 80 anos e ainda não consegui aposentar ela por que o inss da minha cidade ( Araguari- Minas Gerais) me disse que ela não tem contibuição suficiente. Ela tem 12 anos de contribuição e começou a contribuir em 1974, entao ela entra nessa tabela de progressão do inss certo. Me oriente como faço pra conseguir aposenta-la.

Mr. Prev disse...

Se ela tem contribuição em 1974 então ela tem que atingir a tabela progressiva. verifique quatas contribuições eram necesario quando ela tinha 60 anos.

Heloisa Leite disse...

Meu nome é Heloisa e trabalho há 29 anos com Educação Infantil no mesmo colégio.
Gostaria de saber quando posso me aposentar e receber 100% do meu salário, sem sofrer com o fator previdenciário.

Mr. Prev disse...

Utilize o simulador de fator previdenciário e veja qual seu fator atualmente, simulado os próximos anos tambem.

Mel disse...

Minha mãe vai fazer 60 anos em setembro, tem 8 anos de trabalho registrado, seu primeiro emprego foi em 1981, ela poderá se aposentar? Ou terá ainda que pagar INSS?

Mr. Prev disse...

Ela vai ter que completar os 180 meses de contribuição

ADALBERTO MARCOS disse...

Bom dia, Tenho 47 anos, trabalho a 3 anos como mecanico aeronautico e tenho 5 duvidas, segue abaixo:

1. Trabalhei 18 anos em regime normal e no momento trabalho em aeroportos como mecanico aeronautico, me disseram que são 25 anos de trabalho para se aposentar neste regime pois tem insalubridade, gostaria de saber como é feito a soma dos anos pois no trabalho atual cada ano trabalhado insalubre soma-se mais 4 meses, como funciona será 18 anos + 7 para completar 25 ou terei que trabalhar 18 + uns 12 anos insalubre para aposentar com 35 anos de serviço.

2. Trabalhei no almoxarifado de um hospital por 6 anos e fazia entrega de materiais dentro das áreas internas deste hospital, tanto na UTI, quanto Raio X, Centro cirurgico, etc, porém não contou como insalubridade, será que não tenho direito mesmo.

3. Em alguns períodos fiquei desempregado e não paguei carnê creio que foram uns 6 anos, porém trabalhava como freelance com filmagem de casamento e tenho contratos simples com rg e cpf das pessoas que prestei serviço, minha dúvida é se poderia pagar este periodo retroativo e se ele seria considerado no calculo da aposentadoria e caso peçam comprovantes se os contratos que fiz naquela época valem como comprovante.

4. Minha vó que faleceu com 81 anos de idade havia dado entrada no INSS e como trabalhou na roça toda vida não havia conseguido se aposentar pois estava em analise e ficou por isso mesmo, minha tia que é filha direta dela não foi mais atras e fazem muitos anos, gostaria de saber se minha tinha teria direito como dependente, hoje ela está aposentada, e como seria o tramite legal para conseguir isto e se é possivel reabrir a solicitação.

5. Minha tia, hoje aposentada, recebe aposentadoria, mas nunca pediu um recalculo, e continua recebendo o mesmo valor desde que se aposentou, ela era cozinheira e recebe 1 1/2 salario, há como solicitar um recalculo e como é feito isso, que formularios é preciso preencher para solicitá-los.

Obrigado e desculpe tantas perguntas mas já aproveitei e enviei todas nossas dúvidas agora para não ter que ficar perguntando várias vezes, fico no aguardo e até breve.

Mr. Prev disse...

Adalberto, até 28/04/1995 é possível enquadrar como especial por profissão, depois só por agente nocivo e o fato de você receber insalubridade não é garantia que o INSS vai considerar especial.

O tempo que for considerado você ganha 40%. Ou seja, para se aposentar com 25 anos vai ter que ser recolhido todo o período.

Se for reconhecido apenas parte, então voce soma 40% no que foi especial e precisa completar 35 anos, pois nesse caso já não é mais aposentadoria especial.

No almoxarifado é praticamente impossível considerar, nunca vi isso acontecer.

Para pagar retroativo coe tem qeu comprovar que exerceu alguma atividade,s e comprovar então será contado como tempo de serviço se pagar.

Pensão por morte apenas para filho menor de 21 ou maior inválido(isso em relação a filhos)

Direito de revisão prescreve em 10 anos, mas pode ser feito um agendamento em uma agencia do INSS e ha um formulário que pode ser pego no site da previdência.
E esse negócio de receber sempre o mesmo valor é estranho, geralmente tem o reajusute todo ano, reajuste menor que o do salário mínimo, mas tem.




Luciana Pagnota disse...

Trabalhei de 1972 a 1974. iniciei novamente a contribuição em junho/2006, possuo + ou - 11,6 de contribuição e completei 60 anos em maio/2011.Somente terei direito à aposentadoria quando completar os 15 anos? Grata - Luciana

Roberta Rocha disse...

Olá,
Minha mãe completa 60 anos em 2015, tem 7 anos de contribuição em carteira até 1992 e há 3 anos contribui como MEI - Micro Empreendedor Individual. Se eu quiser comprar um talão e pagar mais alguns meses, ela pode adiantar o processo de aposentadoria e completar os 180 meses?
Obrigada,

Mr. Prev disse...

Sim luciana, a partir de 2011 todos são 180 contribuições, não tem mais tabela progressiva.

Mr. Prev disse...

Roberta, contribuições para previdência são mês a mês, não tem como adiantar.

Aline SANTOS disse...

ola, minha sogra nunca contribuiu para previdencia e começou a contribuir agora esses tempos, tem 2 anos que ela contribui facultativa e tem 50 anos, que beneficio ele tera direito?

Mr. Prev disse...

Todos benefício da previdência, desde que atinja o tempo de contribuição necessária.

Exemplo: auxilio-doença precisa de 12 meses, eceto em caso de isenção de carência.
Pensão por morte, apenas um mês.
Aposentadoria por idade 180 meses, e por aí vai.