segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Recurso contra os indeferimentos









Das decisões proferidas pelo INSS poderão os interessados,  interpor recurso  às Juntas de Recursos, quando não conformados.

Os recursos serão interpostos pelo interessado, preferencialmente, perante o órgão do INSS que proferiu a decisão sobre o seu benefício, que deverá proceder a sua regular instrução.

É importante protocolar o recurso na mesma agência onde foi feito o pedido pois é nela que se encontra o processo.

O recurso interpõe-se por meio de requerimento no qual o recorrente deverá expor os motivos do pedido de reexame, podendo juntar novos documentos que julgar convenientes.

Após a análise pela Junta de Recurso se a decisão não for favorável,  poderão os segurados, as empresas e os órgãos do INSS,  interpor recurso especial às Câmaras de Julgamento, ressalvadas as matérias de alçada das Juntas de Recursos, como pro exemplo, matéria médica.

Das matérias de alçada da Junta de Recursos,  não caberá interposição de recurso para as Câmaras de Julgamento.

Os pedidos de recursos, assim como as aposentadorias são realizadas mediante agendamento do serviço, que pode ser feito na própria agência do INSS, pela Internet ou ligando no 135.


Para Informações mais completas acessem: http://inssfacil.blogspot.com.br/2012/09/recurso-inss.html

436 comentários :

1 – 200 de 436   Recentes›   Mais recentes»
Isabel Viso disse...

Após fazer a simulação na Previdência Social e constatar que já tinha os 15 anos de recolhimento, dei entrada com o pedido de aposentadoria por idade. Foi indeferido por falta de tempo e nunca me disseram de quanto tempo faltava. Disseram que eu poderia entrar com um recurso e eu assim fiz. Descobri, depois com ajuda de uma amiga, que as contas da simulação estavam erradas e que eu ainda não tinha o tempo necessário, mas estava de mãos atadas por que o recurso já estava na Junta. Queria pagar os atrasados, já que também contribuí como autônoma, mas para isso preciso saber quanto tempo falta e como posso pagar. Enquanto isso, desde o dia do pedido - 19/11/2010 - nada acontece. Será que vou ter direito a receber os atrasados, desde o dia em que dei entrada, mesmo ainda não tendo o tempo na época e pagando quando me derem a resposta ao recurso?

Mr. Prev disse...

Nao, o recurso sera analisado com o que voce tinha na epoca, se nao possuia os 15 anos terá que entrar com novo beneficio incluido esses pagamentos atrasados, caso possa faze-los.

Voce nao precisa esperar a resposta do recurso, pode ja ir dando enrtrada em um novo, ainda mais sabendo que o recurso nao sera deferido.

Mas para pgar atrasados voce precisa ter uma atividade de autonoma inscrita no INSS com contribuição e ainda em aberto ou comprovar atividade.

Isabel Viso disse...

Obrigada pela atenção.
Nesse caso, eu não devo aguardar a resposta do recurso chegar no Posto em que dei entrada.Porém, para entrar com um novo pedido não tenho que cancelar o recurso? mas será através da decisão do recurso que o INSS terá que considerar todas as contribuições que constam nas carteiras e nos carnês, pois, no indeferimento constava a terça parte do que tenho. Já tentei que fizessem a contagem certa para eu saber o tempo que ainda falta e o que tenho que pagar, mas em nenhum Posto eu consigo isso...,cada um fala uma coisa e no Posto que dei entrada eles falaram que tenho que aguardar o Recurso voltar para a Unidade. Realmente não sei como proceder. Quando tudo isso terminar eu posso entrar com uma ação contra o INSS, por fazer a simulação errada, o que me fez aguardar sem pagar mais nada até completar os 60 anos, por falta de orientação e informação consistente e por informações discordantes entre os Postos, o que fizeram com que eu perdesse esse tempo todo onde já poderia estar recebendo meu benefício desde 2010? Grata por tudo!

Mr. Prev disse...

Voce nao precisa cancelar o recurso para dar entrada em um novo pedido, mas se algum periodo de contribuição/atividade, depende do reconhecimento da Junta então não há motivo para tentar um novo agora, primeiro é necessário saber se vai haver esse reconhecimento.


No inicio entendi que hoje voce ja tivesse o tempo necessario independentemente do reconhecimento pela Junta, mas se depende deles reconhecerem, então aguarde pois a agencia do INSS precisa dessa informação.

Uma dica: Verifique no site da previdencia se ja há sessao marcada para analisar o seu pedido de recurso. Caso ainda nao exista, uma alternativa é solicitar o cancelamento do Recurso, já que voce não vai ter o tempo minimo necessario mesmo com o reconhecimento da Junta, dar entranda em um novo peido, ja com todoas as cntribuições noas que deseja fazer, e solicitar o recurso desse novo pedido caso nao haja reconehciemnto do direito na agencia, assim voce nao perderia mais meses de aposentadoria que ja perdeu.

Imagina voce esperar mais cinco meses para a Junta reconehcer o tempo que voce pediu, mas mesmo assim nao atingir as 180 contribuições, e só depois voce dar entrada em um novo. Se der entrada agora nao perde esses cinco meses.

Mas nao precisa necessariamente cancelar o recurso, mas se voce nao tinha 180 meses na epoca e besteira continuar com ele. Se agora nas suas contas voce tem, entao de entrada em um novo pedido.

Osteoblástica disse...

Eu tenho uma grande dúvida e gostaria de saber se vc pode me ajudar! Eu coloquei um recurso no INSS na junta de recursos, para reconhecer união estável e garantir pensão por morte que havia sido negada. Juntei todos os documentos que podia e a junta de recursos me deu causa ganha por unanimidade dizendo "dar provimento". Só que quando o processo voltou pro INSS pra reconhecimento de direitos, eles enviaram uma carta dizendo que não reconhecem a decisão da junta e que tenho 30 dias pra recorrer. O que posso ou devo fazer agora, pois eu já tinha ganho, ja levei todos os documentos, a decisão foi unânime. O que me falta fazer ainda??? Obrigada.

Mr. Prev disse...

O INSS tambem tem direito a recorrer, no caso recorreu para o Cosnelho de recurso em Brasília. Quando eles fazem isso, eles temq eu abrir prazo apra voce argumetnar, caso queira.
Voce pdoe simplmeste argumetnar que ja apresentou todas as provas encessarias comr econehcimento da Junta e solicitandoq eu seja cumprida a decisão. Mas se tiver mais docuemtnos tambem pode juntar. Se quiser pode ate ficar quieta, ja que no processo aj tem seus argumentos

Prado disse...

Minha esposa se submeteu a uma cirurgia de retirada do útero. O medico deu atestado de afastamento do trabalho por 45dd.
O perito do INSS autorizou o beneficio de auxilio doença por apenas 30dd.
Nesse caso minha esposa é obrigada a retornar ao trabalho após os 30dd ou poderá permanecer em recuperação em casa abrindo mão do auxilio dos outros 15dd?

Mr. Prev disse...

Se ela nao tiver condição de voltar basta solicitar uma pericia de prorrogação(PP).
Ficar em casa sem pericia é complicado, a empresa pode dar uma justa causa para ela, ja que o beneficio cessou, ela nao pediu prorrogação e tambem nao voltou.

Isabel Viso disse...

Oi, Mr Prev!
Gostei muito das suas respostas, mas não me conformo de ser tão prejudicada porque o Posto da Previdência em que dei entrada, além de informar coisas erradas e não dar orientação consistente, se recusou a calcular o tempo que ainda faltava e que eu já podia ter pago, porque o pedido de recurso, que eles me deram como única opção, ainda não havia chegado na agencia; e mesmo após ter chegado, levaram um mês para me avisar, mesmo eu indo constantemente à agencia para saber notícias do Recurso. Ele já estava na agencia e diziam que ainda não tinha chegado, por preguiça de procurar. Perdi mais tempo ainda até poder dar entrada com um novo pedido. SERÁ QUE EU POSSO ENTRAR NA JUSTIÇA CONTRA ESSA AGENCIA? Na ocasião o gerente ainda teve a cara de pau de dizer que a situação chegou nesse ponto porque eu "me conformei" com as respostas dos funcionários. Isso porque eu perdi a conta das vezes que eu me desloquei - aproximadamente 30km só de ida - até ao Posto de Maricá para saber informações e, depois de muita espera, as respostas eram sempre as mesmas. Eu queria saber quem é que dá treinamento pra esse povo, que não sabe NADA, ou finge que não sabe. Eles contaram errado e ainda me impediram de dar entrada com um novo pedido me fazendo aguardar uma resposta que nunca vinha. A agencia de Maricá só tem funcionário incompetente. É uma vergonha!!!

JanJesus disse...

Entrei com pedido de recurso às Juntas de Recursos, no meu caso tenho apenas laudos e receitas médicas. Porque meu tratamento é feito com psiquiatra. Ou seja, não há exames específicos para anexar no meu pedido. Como a Junta de Recurso, avalia casos como estes (aqueles que passam por depressão, transtorno do pânico, ansiedade)?

Mr. Prev disse...

Vao avaliar pelos laudos, é o que voce tem. E tambem pelo que o medico perito colocou no sistema durante sua avaliação

Jardel Nilton Siqueira disse...

Como faço para ter acesso aos dados que o médico perito colocou no sistema durante a avaliação?

Alunos - Ampla disse...

Tenho 23 anos e descobri que tenho escoliose idipática com 36,6º que foi descoberta quando tinha 15 anos, a partir daí entrei numa fila de espera pelo INTO onde estou aguardando a cirurgia até hoje. Nunca tive nenhum problema e nunca senti dor, trabalho desde os 16 anos de carteira assinada. Após esses anos passados tive 2 filhos, o mais novo com apenas 1 ano, depois da última gestação sinto dores absurdas na coluna e trabalho com telemarketing, por esse motivo solicitei o benefício, sendo que ao solicitar o recurso foi indeferido o pedido, estou correndo atras para fazer essa cirurgia pelo particular, só que o INSS não aceita pq diz que minha doençã não veio de agora. O que faço, não tenho condições de voltar a trabalhar, pelo menos até essa cirurgia ser realizada.

Mr. Prev disse...

Só na agencia do INSS, protocolando um pedido dessas informações.

Mr. Prev disse...

me de mais informações. Ficou confuso.

A parte medica foi concedida ou não? Quando se fala em doença anterior eu imagino caso onde a pericia medica concede com isenção de carencia, o que exige vinculo com o INSS na época da doença e não apenas na data da incapacidade.

Agora se o medico negou a pericia, ai não tem nada com "doença que veio antes", ele simplesmente acha que sua doença não ti torna incapaz para seu trabalho.

Entao vamos la, qual o motivo do indeferimento? Incapacidade anteior ao ingresso, falta de carencia, não constatação de incapacidade.

Voce trabalha a quanto tempo com CTPS no total e tambem esse seu ultimo vinculo quando começou?

Isso voce vai ter que pegar no inss, se não souber ainda.

lili.linda37 disse...

tenho exames médicos com 3 indicação para cirurgia,a 7 meses fiz uma bariátrica ,agora estou marcada para vesícula ,o medico ortopedista falou que preciso tb operar o joelho e o vesícula tb disse que preciso fazer a varizes para amenizar as dores,por enquanto vou fazer vesícula que e mais urgente segundo o medico,tenho tomografia e ressona cia. do joelho tenho .todos os exames sempre vou na pericia estou desempregada não arrumo trabalho pois não passo nos exames medico pois estou com amenia fraqueza entrei outras coisas,mesmo assim,a perecia foi negada, só recebi 3 meses pela bariátrica.pela bariátrica estou entrando com recurso ,como posso me explica para o recurso,me da um dica,e agora operada da vesícula um vez que o medico disse que eu estava apta para o trabalho,e estou operada mesmo ele vendo os exames e cirurgia marcada e quase todo dia no pronto atendimento como faze me ajude

Mr. Prev disse...

Na verdade voce vai colooar no recurso exatamente como escreveu aqui apra mim e tambem apresentar (se possivel) novos laudos medicos que voce ainda nao tenha apresentado. Nao adianta só escrever, tem que haver laudo comprovando. Se ha tiver a marcação da cirugia, coloca ela no recurso tambem.

COmo se trata de aprte medica nao tem muito como eu orientar, tenho conhecimento da parte adminsitrativa.

luiz disse...

dei entra no auxilio doença na primeira pericia minha foi aceita, ai me mando voltar para o serviço no dia seguinte, o serviço me mandou para o medico do trabalho o medico me deu o laudo de inapto ergonômico e postural e me mandou para um ortopedista o ortopedista me deu um laudo baseado em um exame de ressonancia magnetica em 90 dias de afastamento, ai pedi a reconcideração do beneficio, msm sabendo q já iria operar fui para a pericia o perito indiferiu o pedido, o serviço ñ me aceito novamente entrei com um recurso perante a junta do inss, agora já passei pela cirurgia, o ortopedista q me operou me deu mais 90 dias, gostaria de saber se no meu caso vou ser resarcido pelo valor dos meses em atraso e pelos futuros benificos por esta operado... me de sua opinão... fico muito grato

Mr. Prev disse...

VOce nao precisa ficar esperando o resutlado do recurso, pode e deve marcar nova pericia(caso ainda nao tenha feito), e os atrsados vao ficar por conta do recurso, se a junta conceder receberá. Quando a nova pericia(novo beneficio) e feito dentro de 60 dias é possivel o restabelecimento do beneficio anterior caso seja o mesmo CID e data da Incapacidade.

luiz disse...

oq e CID

luiz disse...

ligo no 135 e marco nova pericia de auxilio doença

luiz disse...

liguei no 135... a atendente disse se eu marcar nova pericia inicial... e se ela for aceita o recurso e automaticamente cancelado... oque eu faço...

Mr. Prev disse...

CID é o codigo da doença. Exemplo F45.5

O recurso não é cancelado, se a atendente deu essa informação ela falou errado. Voce pode dar entrada em um novo pedido e continuar com o recurso. O unico motivo para cancelar o recurso e se a nova pericia restabelecer o beneficio anterior, e mesmo assim nao é automatico.
Ou melhor dizendo, voce pode cancelar quando quiser por qualquer motivo, mas o unico motivo que nao faria sentido continuar com recurso seria o restabelecimento.

Mr. Prev disse...

Ja devia ter marcado, esta esperando o que?rsrsrsrs

luiz disse...

há possibilidade do recurso ter o resultado imediato logo após a pericia medica

Mr. Prev disse...

Sim, quando o segurando entra com pedido de recurso o INSS tem 30 dias para apresentar contrarrazões analisando os novos documentos apresentados e assim pode conceder caso os novos docuemtnos sejam suficientes para alterar a decisao.

luiz disse...

o recurso demorra quanto tempo pra sair a resposta

luiz disse...

e outra minha namorada ta gestante qdo ela pode entrar com o auxilo maternida,,,, sendo q ela esta com 3 meses de gestação e foi despedida no mes 6/6/2012

Mr. Prev disse...

Recurso quando vai para Junta pode demorar varios meses, depende da Junta e a quantidade de recurso que ela tem para julgar. Ja vi demorar, 3 meses, 6 meses, 8 meses.

Mr. Prev disse...

para desempregada so após nacimento da criança.

adem disse...

Minha irmã possui eplepsia, tem laudo de três médico, inclusive sua neurologista que conta que não pode trabalhar devido as crises.
Também tem exames recentes e outros desde quando era menor, toma medicamentos controlado e caros, para toda a vida.
A assistencia social deu causa favorável devido a baixa renda e quando foi fazer perícia, o perito acusou que pelo estado de saúde dela, ela passava.
Mas agora o resultado veio negativo.
Como faço para fazer o recurso? Isso demora muito para dar o resultado? Vem todos os atrasados? E mesmo assim, se der negativo, diante de todas as provas, o que fazer depois?

Mr. Prev disse...

Primeiro voce tem que agendar recurso preferencialmente dentro de 30 dias. Apos protocolo do recurso o INSS tem 30 dias para fazer nova avaliação social e medica, onde podera ser concedido, caso nao seja é encaminahdo para Junta de Recurso.
Se for encaminhado para Junta costuma demorar, ja vi casos de 3 meses, 6 meses e até mais.

Caso ganhe vem todos os atrasados. Mas o prazo de recurso é de 30 dias, apos essa data a Junta de recurso não analisa.

Ao agendar o recurso voce/sua irmã devera comparecer ao INSS onde ira apresentar o requerimento de recurso preenchido, ele pode ser pego no site da previdencia social no item formulários.

adem disse...

Eu sei do resultado que foi negativo, porque passei na agência do Inss aqui da cidade e pedi. Mas não tem nada no sistema deles ainda, apenas em papelada. Apenas quando vier a carta aqui em casa dizendo que não foi aprovado é que começa a contar os 30 dias? Ou já está passando o tempo a partir de agora?

MYGTHOR disse...

Trabalhei com eletricidade durante sete anos e três meses junto a uma empresa de reparo e construção naval. O INSS não reconheceu este período como especial apesar de Dirben e laudos apresentados. Entrei com recurso acrescentando novas provas que não chegaram a ser avaliadas. A junta me deu provimento por unanimidade não por eletricidade, mas sim por categoria código 2.4.2 do decreto 53.831/64.
A SRD recorreu e tenho que apresentar contrarrazões. O que devo informar a CJ a fim de confirmarem os meus direitos

Mr. Prev disse...

O recurso é contado a partir do recebimento da carta.

Mr. Prev disse...

Se sua atividade foi sempre de reparos de navios entao o negocio é se pegar no que eles ti enquadraram que foi o 2.4.2(Marítimos de convés de máquinas, de câmara e de saúde - Operários de construção e reparos navais.) Voce apenas vai colocar nas suas contrarrazões que nao concorda com as alegações do SRD pois conforme documentos apresentados está provado que o senhor trabalhava em reparos de navios alem de ser eletricista que tambem é uma atividade que da direito a enquadramento como atividade especial(pelo menos até 28/04/1995).

Pode ate citar o decreto Nº 53.831, onde fala sobre o eletricista no item 1.1.8 e tambem do 2.4.2(TRANSPORTES MARÍTIMO, FLUVIAL E LACUSTRE)


Apos 28/04/1995 o simples fato de ser eletricisna nao da direito ao enqudramento como especial, ai vai depender de outros fatores.

MYGTHOR disse...

Seria possivel informar estes outros fatores ja que trabalhei com eletricidade ate o ano de 2008 e ja tive uma parte deste periodo reconhecido pelo INSS.
1987 a 1997 foi reconhecido mas de 1997 a 2008 nao foi fique claro que tudo foi na mesma empresa e na mesta funçao.
Obrigado

Mr. Prev disse...

Até 28/04/1995 muitas atividades é reconehcida como especiais. Como Soldador, Enfermeiro e Eletricista. Ate essa dta nem precisa comrpovar o risco, apenas a função é suficiente.

Após abril/95 houve uma alteração nos enquadramentos. Acabou os enquadrametnos por profissão, somente teriam direito, os segurados que estivessem expostos a agentes agressivos como eltriciadde, quimico, biológico, etc.

Em 05/03/97 novos cortes foram feitos. A aprtir dessa daa
ta muitas atividades(incluido eletricista) não é mais contempladas simplesmente pelo risco, passou a ter uma "quantidade de exposição" que devem exposição permanente e não ocasional. Por exemplo, a enfermeira so é contemplada se trabalahr em hospital de doenças infectocontagiosas, e nao mais qualquer hospital ou posto de saude. No caso dos eletricista tambem passou a ter uma quantidade minima de voltagem que foi a de 250.

Dani disse...

Boa tarde,

Tenho uma dúvida: Há cerca de 1 mês entrei com pedido de aposentadoria por idade para a minha mãe, mas ele foi indeferido porque no INSS só constavam 169 contribuições. Como ela tem todos os comprovantes de GPS(ela era empresária) e carnês de automono que ao todo somam 198 contribuições, entrei com pedido de recurso assim q soube do resultado e anexamos ao processo todos os comprovantes originais dela.
Porém, soubemos que o recurso pode demorar muito tempo, então hoje conseguimos tirar um extrato previdenciário e a partir dele fiz um documento informando todos os pagamentos que foram feitos, que temos comprovantes e que não constam nesse extrato.
Minha pergunta é: posso entrar com um novo pedido, apresentando esse extrato e este documento e informando que os comprovantes constam como anexo de recurso? Ou é melhor esperar o resultado do recurso? Costuma mesmo demorar quase 1 ano?
Fico no aguardo de uma orientação. Muito obrigada, Daniella

Mr. Prev disse...

Voce pode entrar com novo pedido e o recurso continuara sendo juklgado, a nao ser que sua mae solicite o cancelamento.

Quando vai para Junta de recurso costuma demorar varios meses.

Caso ela entre com novo, ganhe e depois o recurso tambem conceda o primeiro pedido,vai ser necessario ela optar por qual ela quer ficar, e caso queira o antigo, o periodo que recebeu o novo vai ter que ser devolvido, ja que o antigo vai pagar novamente o mesmo periodo.

Se voce precisar nesse novo pedido de documentos que estao no recurso, entao vai ter problemas, ja que o processo nao esta mais na agencia e o servidor so vai pedir o processo de volta se houver cancelamento do recurso.

Edson Assis disse...

Olá boa noite. Dei entrada na aposentadoria por tempo de contribução e o inss indeferiu alegando que eu falto 2anos e 8 meses só que trabalhei em uma empresa 7 anos exposto a ruído de 95 decibeis e eles não consideraram ou seja não colocou 1.4 encima eu entrei com recurso e levei o laudo coletivo da empresa que solicitei junto ao sindicato pois a empresa ja fechou a muito tempo. eu pergunto: se tem no SB40 QUE EU ESTAVA EXPOSTO DE FORMA HABITUAL E NÃO OCASIONAL A RUÍDO ACIMA DE 95DECIBEIS, COMO ELES AINDA NEGA ISSO?.Srá que o recurso demora muito já tem 3 meses e ainda não tem data de jungamento. Posso dar outra entrada de aposentadoria ou espero julgamento.TODAS EMPRESAS QUE TRABALHEI ESTAVA EXPOSTO A RUÍDO ACIMA DE 92DECIBEIS TEM INFORMANDO NO PPP E NO SB40, SERÁ QUE POSSO DAR ENTRADA COMO APOSENTADORIA ESPECIAL? OBRIGADA

Mr. Prev disse...

Aposentadoria especial é para quem teve o tempo todo exposto aos agentes nocivos e nao so parte deles(no seu caso sete anos). No seu caso é aposentadoria por tempo de contribuição com coversao de tempo

O recurso costuma demorar varios meses, voce ate pdoe dar entrada em um novo pedido de aposentadoria, desde que nao precise dos documentos que estao no processo que foi para recurso.

Agora o porquê que eles negaram nao sei, mas com certeza o motivo estava exposto no despacho do perito que analisou.

Edson Assis disse...

Obrigado pelas respostas. Retificando eu não tenho somente os sete anos trabalhados exposto a ruídos acima de 92decibeis. tenho 26 anos trabalhados expostos a ruído acima de 92 decibeis e 2 anos exposto ao amianto um total de 28 anos, será que posso dar entrada como especial? e ainda tenho mais 1 ano trabalhado que não tenho laudo esse~conta normal. obrigado

Mr. Prev disse...

Voce pode dar entrada e solicitar especie 42(aposentadoria especial), isso e feito durante o atendimento no INSSS, o agendamento sera como aposentadoria por tempo de contribuição.

Caso eles nao considerem pelo menos 25 anos de especial, mas de os 35 anos ao fazer a conversão do que eles aceitaram, entao voce pode entrar com recurso solicitando consider a aposentadoria por tempo de contribuição comum. Exemplo: Eles consideram especial apenas 20 anos. Ao fazer a conversão esses 20 anos viram 28 anos, mais os 8 anos que voce tem nao considerado, vai dar 36 anos.

Edson Assis disse...

olá, tenho 14 anos trabalhados com ruídos de 91decibeis apartir do ano de 1998, será que estes anos trabalhados apartir desta data que acabou o acrescimo de 1.4 a previdencia ainda conta para nós que temos direito adquirido o acrescimo de 1.4? obrigado

Mr. Prev disse...

Na verdade nao acabou, apenas ficou mais dificil o enquadramento, antes apenas se verificava os decibeis hoje se verifica o modo habitual e permantes e uso de EPI. Não ha direito adqurido pois como falei o enquadramento nao acabou, nesse caso a legislação mudou e todos sao enquadrados ou não de acordo com os novos criterios.

Marco Possale disse...

Mr. Prev, Se eu não entrar com o recurso no prazo de 30 dias (auxilio reclusão), posso entrar com novo pedido após o prazo prescrito? O motivo do indeferimento foi que o ultimo salario de contribuição do segurado era superior ao previsto, porém ele estava havia 2 anos desempregado, tem 2 filhos pequenos e mais 2 enteadas, e a esposa não trabalha. acredito que existe a possibilidade de reverter essa situação, desde já agradeço.

Mr. Prev disse...

Sim, pode!
Voce pode entrar com novo pedido a qualquer momento. Faça o agendamento o mais rapido possivel

Marcio disse...

sofri um acidente na empresa qual trabalhava a qual tive que retirar o globo ocular estou 1 ano afastado do INSS só que estou progamaçao para fazer cirurgia só que levei o laudo para o INSS ele negou mandou retornar ao trabalho só que o medico do trabalho colocou que estou inapto que o meu medico não me deu alta que esto em tratamento e o que faço sendo que foi indeferido 2 vezes

Mr. Prev disse...

Apos primeira pericia voce tem direito a uma segunda de reconsideração, e caso seja negada tambem cabe recurso a Junta, basta agendar.
No dia marcado leve o requerimento de recurso preenchido e de preferencia novos laudos medicos, há um artigo sobre recurso aqui no Blog que pode ti ajudar bastante.

Laurinha disse...

Olá, minha teve o pedido de aposentadoria por idade indeferido por tempo de contribuição, que no caso foi constatado apenas 3 meses de contribuição, visto que no cálculo feito pelo atendente do inss havia bem mais de 15 anos de contribuição.
Pode ter havido uma discrepância enorme de cálculos e se tiver ocorrido o tempo para o julgamento do recurso será longa?

Chic Chéries disse...

Mr. Prev. para interpor o recurso, só posso fazer através do agendamento no 135, ou posso pedir para um advogado interpor o recurso no INSS?

Aguardo resposta!

Mr. Prev disse...

Geralemnte o INSS analisa primeiro e depois encaminha para a Junta, caso o INSS veja que houve erro e possa conceder é rapido(geralmente é), mas se for para a Junta entao vai demorar varios meses pois o processo e analisado por ordem de chegada.

Por lei o INSS tem no maximo 30 dias a partir do pedido de recurso para analisar os novos documentos, mas tem agencias que acaba ultrapassando esse tempo devido ao grande numero de processo e falta de servidores.

Mr. Prev disse...

COm advogado ou sem advogado o recurso é com hora marcada entao primeiro tem qeu fazer o agendaento seja pelo 135, Internet ou pessoalmente.

Chic Chéries disse...

Mas o Advogado não pode fazer um recurso administrativo? Uma peça processual?

Mr. Prev disse...

Claro que pode, desde que agende um horario, ele nao sera atendido fora do agendamento. Recurso é um serviço agendado

Mr. Tonho disse...

Mr. Prev. Minha mae entrou com pedido de "aposentadoria" por idade(65), nunca contribuiu e foi indeferido. Como preencher o a razão do recurso pois ela é separada de corpos há mais de 3 anos, e sobrevive da minha pequena ajuda, e na entrada foi declarada esta situação com testemunhas.

DEARTES disse...

Boa noite.
meu pedido auxilio doença foi indeferido,e reconsideração foi deferido
logo após o deferimento,fiz a cirurgia na mão..,pedi prorrogação foi aceito..,pedi novamente prorrogação.. (foi indeferido), pois após cirurgia medico pediu tratamento de fisioterapia não obtive sucesso com o tratamento,o médico então tirou um rx e constatou q meu problema estava piorando resultado.., terei q fazer nova cirurgia.
a minha dúvida: terei q pedir recurso ou nova perícia ..????

DEARTES disse...

......o médico na qual realizou a cirurgia e me acompanha.., disse que continuo incapaz p/ o trabalho e me afastou por mais 6 semanas..,
oq faço? pois estou sem condiçoes de retornar ao trabalho.. no aguardo da resposta

obrigado







Mr. Prev disse...

"Péra ai"!!!!!

Como assim aposentadoria por idade aos 65 anos? Se ela nunca contribiui entao tem que ser Loas(beneficio assistencial ao idoso)

Se ela não tem renda nem o grupo familiar entao ela tem direito.
Grupo familiar para o LOAS é pai/mãe, marido ou filho solteiro.
Se ela morar com voce e voce for casado, nao tem problema, voce pode ganahr ate um milhao por mes.

Me explica direito o que voce quer, se for aposentadoria mesmo entao nem tem motivo para entrar com recurso pois está pedindo beneficio errado.

Qual foi o motivo do indeferimento(no caso de LOAS)? Explcia ai que eu passo as razoes para voce

Mr. Prev disse...

Voce pode perdir qualquer um dos dois, ou até os dois.

O Recurso garante o pagamento dos atrasados ja que o beneficio sera reestabeelcido.
Um novo pedido nao tem garantia de receber os atrasados, mas dependentdo do caso pode restabelecer o anterior tambem.

Caso ja tenha passado varios dias da cessacao do beneficio, recomendo entrar comr ecurso para vocer tentar receber esse tempo que ficou sem pagamento.

Se fizer poucos dias e voce não se improtar em perde-los pode entrar apenas com um novo pedido, o problema e se esse novo tambem for negado, apos a nova cirurgia com certeza vao conceder, mas antes pode ser que nao.

Sendo assim, peça os dois, assim a chance aumenta. Recurso para o beneficio que cessou e uma nova pericia, caso o recurso restabeleça o beneficio antes da nova pericia, é so voce pedir o cancelamento do novo pedido.

Caso seja concedido o novo pedido primeiro, no recurso ha chance de receber os atrasados. Caso a nova pericia pague os atrasados(restabeleça o beneficio anterior), solicite o cancelamento do recurso.

Mr. Prev disse...

Vale lembrar que o recurso quando encaminhado para Junta pode demorar varios meses, entao nao entre apenas com recurso, ou faça os dois cofnorme orientação acima, ou apenas com o novo pedido

luiz disse...

gostaria de saber como eu faço para receber os meses proporcionais do meu decimo terceiro pelo inss sendo q fiquei 8 meses afastado por auxilio doença...

Mr. Prev disse...

O INSS sempre pagou proprocional, sempre que ha uma cessacao do beneficio ele paga de forma proprocional, vamos supor que nesses 8 meses voce tenha feito cinco pericia, entao ele pagou esses 8/12 de 13º dividido em 5 vez. Mas caso nao tenha recebido mesmo, é so ir ao INSS e solicitar o pagamento. ha um formulario que deve ser preenchido e entao o servidor lanca no sitema e alguns dias depois cai no banco.

Varjota disse...

teve um acidente de moto em 27 11 2011
sor altonimo no inss dei entrado no alxilio duença recebi ate
01 02 2012 recorir e me derão ate 29 02 2012 ai dei outra entrada e
vei indeferida bati uma ressonacia coluna lombar o neurologista
deu o laudo de (m54-4)eu sinto muita dores nas costa e nadega e pantorrilia e sala do pé direito dei outra entrada no alxili duença e vei indeferido entrei com recusso e bati uma radiografia deu(L5.S1)
e sinto muita dores serar que eu vou ser dinovo indeferido o exame do rec.. é dia 05 do 11 2012 num sei preencher o formulario de recusso
gostaria q vc me dessi uma ajuda muito grato MR. Prev

pz disse...

encaminhei um beneficio loas para dois clientes um o filho tem problemas psicologicos e outro no outro caso nasceu com problemas para andar,os dois foram negados como procedo agora?

Varjota disse...

esquecie dessa parte.
fasso fisioterapia gelo luiz e choque costas e juelho sem sucesso melhoro tumando engeção BETA e antiflamatorio infralax sinto muita dores com aquela preção no peito e costa e lateral ate pra espirrar ou respirar tem dificulidade
muito grato pela sua analises aguardo
(é o compremento do (VARJOTA)

Mr. Prev disse...

Orientação sobre recurso acesse http://inssfacil.blogspot.com.br/2012/09/recurso-inss.html

Mr. Prev disse...

Voce tem 30 dias para recurso, ou recurso ou entra com novo pedido, recoemndo o recurso.

Mr. Prev disse...

acesse http://inssfacil.blogspot.com.br/2012/09/recurso-inss.html

DEARTES disse...

Bom dia
Primeiramente obrigado pelas informações...Eu fui até a empresa ontem e a médica do trabalho me encaminhou para nova pericia com restabelecimento do beneficio anterior..., mas oq acontece é que eu não retornei ao trabalho e ela disse p/ eu ficar tranquilo em relação aos dias trabalhados..., não levarei falta,mas tbm não recebo,se o pedido for negado ae ela disse o seguinte: vc trabalha uns dois dias pede atestado ao medico da clinica e te agendo novamente para nono beneficio pode isso..?? e sobre o recurso?? é necessário agendar p/ mesmo local onde foi indeferido?? ou posso agendar no mesmo local dessa nova pericia?? obrigado.

DEARTES disse...

Bom dia
Primeiramente obrigado pelas informações...Eu fui até a empresa ontem e a médica do trabalho me encaminhou para nova pericia com restabelecimento do beneficio anterior..., mas oq acontece é que eu não retornei ao trabalho e ela disse p/ eu ficar tranquilo em relação aos dias trabalhados..., não levarei falta,mas tbm não recebo,se o pedido for negado ae ela disse o seguinte: vc trabalha uns dois dias pede atestado ao medico da clinica e te agendo novamente para nono beneficio pode isso..?? e sobre o recurso?? é necessário agendar p/ mesmo local onde foi indeferido?? ou posso agendar no mesmo local dessa nova pericia?? obrigado.

DEARTES disse...

Boa tarde
mesmo a empresa me encaminhando para beneficio inicial,eu posso pedir recurso...? pois quem fez o encaminhamento foi ela(agendou),antes de perguntar aqui.., ela disse que eu não poderia fazer os dois juntos ou um ou outro..., OBS: beneficio cessado e pedido de prorrogação negado e já foi pedido uma reconsideração. obrigado

Mr. Prev disse...

Em relaçao ao recurso é interessante pedir para a agencia onde ele foi indeferido, pois é nessa agencia que o processo esta arquivado.

Em relaçao a novo pedido, voce pode fazer quantos quiser, nao ha limite

Mr. Prev disse...

Sim, como disse anterioremnte voce pode fazer os dois, pois caso esse novo pedido seja concedido ha uma grande chance dele nao restabelecer o anterior e sim começar a partir dessa nova data de agendamento, ou seja , se quiser receber o que ficou para tras tera que entrar com recurso.

Mr. Prev disse...

Em relaçao ao recurso é interessante pedir para a agencia onde ele foi indeferido, pois é nessa agencia que o processo esta arquivado.

Em relaçao a novo pedido, voce pode fazer quantos quiser, nao ha limite

DEARTES disse...

Bom dia
Será que tomei decisão corretamente..? , se eu retornasse ao trabalho sem condições,após um indeferimento de prorrogação de benefício,ao meu entender eu estaria concordando q estou apto pra trabalhar.., já que a médica do trabalho disse que eu tinha duas opções: 1- retornar a empresa trabalhar dois dias e voltar a clinica solicitando uns dias p/ depois ela me encaminhar novamente p/ nova pericia. 2- me encaminha a pericia inicial,sem levar faltas.., mas tbm sem pagamento, e se esse beneficio fosse negado ae ela sugeriu p/ solicitar o recurso. me dê uma orientação vc acha que agi correto? pois ao meu entender se eu retornasse a empresa, eu estaria concordando q estaria apto, bem de saúde. mais uma vez obrigado pelas informações anterior, e logo acessarei pedindo recurso como vc me sugeriu grato

Jéssica Posenato disse...

OlÁ, tudo bem?
Desde já agradeço a atenção.

Minha mãe teve cancer de mama, enquanto estava em tratamento recebeu o auxilio doença e depois foi negado a prorrogação. Ela fez a pericia de reconsideração da decisão e foi negado novamente, sendo que houve agravamento da doença, ela está com metastase ossea em dois locais. Segundo o médico dela, em função do cancer de mama ela não poderia trabalhar mais pq qualquer esforço o braço incha demais e doi muito. Com o agravamento ela terá que fazer radioterapia, quimio e etc. Antes de ficar doente ela era artesã e contribuia como empreendedor individual.

Seria melhor pedir um novo beneficio e levar novos atestados ou o recurso? Ela não quer peder os atrasados. Infelizmente não temos condições de pagar um advogado.

luiz disse...

fiquei afastado do serviço 8 meses gostaria de saber como faço pra pedir prorogação do beneficio e como eu faço

Aslan disse...

Boa Noite!
Dei entrada no Auxilo doenca dia 02/08, dia 11/09 o pedido foi Deferido dando-me alta para retornar ao trabalho. Dia 17/09 entrei em contato com o 135 que fez um pedido de REVISAO DE RECONSIDERAÇAO para o dia 18/10, esse pedido foi indeferido segundo o perito por: INEXISTENCIA DE INCAPACIDADE. Sendo que apresentei 2 laudos que comprovam o contrario. Gostaria de saber em primeiro luga se esse pedido de REVISAO NAO FOI SOLICITADO ERRADO o certo nao seria um PEDIDO DE PROROGACAO? Posso ser prejudicado na empresa por estes dias (11/09 a 18/10) que estive afastado? E como faço para reaver estes dias 11/09 a 18/10, sendo que possuo laudo da minha psicologa e do meu psiquiatra comprovando a minha incapacidade.
Obrigado, Aslan

Mr. Prev disse...

Na verdade se voce voltyar por um ou dois dias nao quer dizer que voce esta apto e sim que tentou voltar apos negativa do INSS. Oras , se a pericia do INSS disse que voce NAO ESTA com incapacidade para trabalhar, que mal tem tentar trabalhar? Mas no caso voce tentou e nao conseguiu.

Voce nao precisa necessariamente voltar por dois dias, isso seria mais a parte administrativa da empresa, se voce nao volta podem cosndierar abandono de emrpego, entao voce volta, tenta trabalhar, nao cosengue e vai para o INSS novamente.

Mr. Prev disse...

Se ele nao quer perder os atrasados recomendo o recurso, mas voce tambem pdoe entrar com um novo, Inclsuive sugiro qeu faça isso , pois caso or ecurso va para Junta, provavalemnte vai demorar para sair a resposta.

Faça os dois, caso aconteça do novo pedido de beneficio ser concedido e restabelecer o beneficio anterior retroagindo o pagamento, entao e so pedir o cancelamento do recurso, ja que nao faria mais sentido continuar com ele.

Mr. Prev disse...

O pedido de prorrogação do auxilio-deonça deve ser feito nos ultimo 15 dias de beneficio e pdoe ser agendado pela Internet, 135 ou na agencia do INSS. Caso ja tenha cessado entao voce tem 30 dias a partir da cessao para perdir reconsideração.

Mr. Prev disse...

Apos cinco dia da cessação do beneficio tem que ser reconsideração, entao esta correto.

Na empresa voce nao sera prejudicado, apenas nao recebera esses dias, e para tentar receber pelo INSS, tem que pedir recurso. Voce tem 30 dia contados a partir da comunciação do indeferimento para solicitar(fazer o agendamento).

Aslan disse...

Mr.Prev, tenho mais perguntas por favor! Eu tive alta no dia 11/09, mas so dei reentrada no dia 17/09 (segunda feira), porque eu fui informado no dia 14/09 (sexta feira) pelo 135 que o sistema nao estava recebendo agendamendo e eu deveria ligar na segunda.
Há como reverter esta discrepancia de informacao passada pelo 135? Outra coisa, eu posso tambem pedir um recurso para indeferimento da REVISAO, a fim de receber do 17/09 a 18/10 que fiquei afastado e, posso entrar com novo pedido de Auxilio doenca tambem?

Muito obrigado, e desculpe-me o incomodo.
Aslan

Jefferson Fernandes disse...

Bom dia, minha sogra deu entrada na aposentadoria por idade e foi negado na agência, fizemos um recurso e no dia 19/09/2012 apareceu na consulta de recursos a seguinte informação "CONHECER DO RECURSO E DAR-LHE PROVIMENTO, POR UNANIMIDADE - ACÓRDÃO Nº 03ª JR - 5778/2012", depois no dia 02/10/2012 apareceu assim "Processo encaminhado ao INSS 1552212 - SEÇÃO DE RECONHECIMENTO DE DIREITOS". Isso que foi deferido o recurso e ela terá direito a aposentadoria? E pela sua experiência pode demorar ainda quanto tempo pra ela começar a receber o benefício?

Muito obrigado,

Jefferson Fernandes

ale disse...

quais sao os documentos necessarios para a prorrogação do beneficio

Mr. Prev disse...

VOce pode pedir Recurso, pelo que entendi voce está chamando de "Revisão" o "pedido de Reconsideração"

Caso nao tenha condição de voltar ao trabalho podera entre com novo pedido tambem. Seria o recurso apra tentar recweber os "atrasados" e um novo para receber daqui para frente. Dependendo de como seja cocnedido esse novo pedido ele pode ate restabelecer o anterior, assim nao teria necessidade de recurso. mas na duvida peça os dois, qualquer coisa e so cancelar um dos pedido depois.

Em relação ao que foi infiormado pelo 135 nao tem como resolver, o prazo para prorrogação foi perdido e entao so resta a recosnideração que ja foi pedido.

Mr. Prev disse...

Sim, foi concedido pela Junta, agora a Seção de Reconehcimento da gerencia exeutiva vai analisar e pdoera encaminha par a agencia cumprir ou a gerencia pode entrar com recurso para o Conselho.

Na maioria das vezes eles acatam e nesse caso costuma demorar cerca de 30 dias que é o tempo medio entre o envio do processo para a seção de reconhecimento , e para eles analisarem e envia para o INSS.

Mr. Prev disse...

Pelo que entendi voce esta falando de auxilio-doença.

Basta agendar pericia de Prorrogação e no dia levar laudos medicos atualizados e documentos de identidade.

adem disse...

Quais as informações necessárias para colocar no formulário para o recurso? No parecer deles, o motivo qur não foi aprovado para o LOAS, foi pela LEI Nº 8.742, art 20 §2. Sendo que já no laudo da neurologista está descrito que ela possui deficiência mesntal e epilepsia que afeta sua vida e o trabalho, e de mais dois médicos. Possui exame que mostra cinco crises epiléticas no mesmo período.

Mr. Prev disse...

Art.20 § 2o Para efeito de concessão deste benefício, considera-se pessoa com deficiência aquela que tem impedimentos de longo prazo de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, os quais, em interação com diversas barreiras, podem obstruir sua participação plena e efetiva na sociedade em igualdade de condições com as demais pessoas.
_______________________

No recurso voce vai ter que colocar que ela está incapaz a longo prazo conforme relatorios medicos e anexar esses relatorios. Podera até colocar a quanto tempo esla esta inapta ao trabalho

Ela terá direito se ficar comrpovado que o problema de saude a torna incapazer por um periodo superior a 2 anos.

adem disse...

Na verdade ela nunca trabalhou, tem 22 anos, e necessita que uma pessoa esteja sempre presente. Não possui nem carteira de trabalho, frequentou a APAE durante anos.Minha mãe é curadora dela e também não pode trabalhar perante o problema dela e por também estar em tratamento de saúde. O caso dela é hereditário, um tio meu morreu do mesmo problema. Ela nunca sequer foi de uma rua para outra sem ter alguém acompanhando.

adem disse...

Para o recurso estaria bom assim?
é portadora de deficiência mental, conseguindo apenas desenvolver uma alfabetização básica, não faz cálculos básicos, nem textos, não tem condições de lidar com dinheiro, nem consegue olhar as horas, possui linguagem oral com dificuldade de pronunciar diversos fonemas. Também possui epilepsia desde seus 4 anos, apresentando crises de ausência diariamente e muitas vezes crises Tonico clonicas gengeralizadas, ocorrendo mesmo com o uso de alta dosagem dos medicamentos Valproato de sódio 1500 mg/ por diaç lamotrigina 75 mg/dia e Clobazan 30mg/dia. Não tem condições de sair desacompanhada de casa, pelo risco de crises epiléticas e consequentes acidentes. Necessita estar sempre acompanhada de um familiar. Possui exames de Eletroencefalograma, que confirma o diagnóstico e frequentou a APAE por muitos anos. O quadro de Deficiência Mental e a Epilepsia são irreversíveis e definitivos, o que acompanhará ao longo de toda sua vida, diante dos diagnósticos, a Deficiência Mental e a Eplipsia, com crises diariamente será permanentemente incapaz de trabalhar e obter o sustento próprio.

Mr. Prev disse...

Muito bom o texto, junto a ele não esqueça de anexar os laudos/relatorios medicos.

adem disse...

Pode deixar, tenho o laudo da neurologista, do psiquiatra e do pediatra. Mais o último eletroencefalograma. Mas esse texto é na verdade, quase que uma cópia do diagnóstico da neurologista.Também tenho a certidão de interdição e também tenho um ladudo psiquiátrico, dizendo praticamente o mesmo.
Mesmo assim ela não passaou na perícia, agora estou tentando o recurso. Acho que vai dar certo.
Preciso enviar os exames e laudos originais ou xerox?
Se for original, tem alguma forma do inss autenticar os documentos?

adem disse...

Você disse que teria que comprovar no mínimo dois anos que ela está inapta ao trabalho. Como faço isso? Porque ela tem isso desde os 4 anos de idade e nunca trabalhou e frequentou a APAE.

DEARTES disse...

Boa noite
me tire uma duvida,uma vez entrando com recurso.., é obrigatoriamente esperar a resposta do resultado trabalhando? e se o segurado estiver sentindo sem condiçoes pra trabalhar oq acontece?? por favor estou no aguardo da resposta

Mr. Prev disse...

Sugiro encaminahr cópia dos laudos pois voce pdoera precisar dos originais e eles estaram em uma Junta de Recurso. Apesar que esta sendo implementado no INSS o recurso digital, onde o processo fica parado na agencia, vai apenas uma copia atraves do sistema para a Junta de recurso. Nao sei se na sua cidade ja estao trabalahndo desse modo, na duvidam leve a copia.

Em relação aos dois anos, vai ser o medico perito que vai anlisar e ver se o problema e de logo prazo ou não. isso tudo atraves dos relatorios que voce apresentar.

Mr. Prev disse...

Se nao tiver condições de trabalahr sugiro entrar com novo pedido de pericia medica, quem sabe é cocnedido e entao vai recebendo esse novo e os atrasados ficam por conta do recurso.
E que papo e esse de esperar a resposta trabalhando? se pode trabalahr entao nao tem que entrar com recurso.

DEARTES disse...

Boa tarde
primeiramente obrigado pela resposta da pergunta anterior....,sobre a relação esperar recurso trabalhando....; surgiu do meu médico, ele me disse se eu entrar com recurso,é um processo demorado e eu tenho q voltar a trabalhar, mesmo sem ter condições,fiquei sem entender mesmo.

DEARTES disse...

Boa noite
após ter a prorrogação negada.., entrei com novo pedido beneficio e o mesmo foi deferido,quais as chances dele ser reestabelecido..., pois o anterior foi negado recentemente,e caso não reestabelecer,posso pedir recurso, mesmo esse novo beneficio sendo deferido..??? obg!

Mr. Prev disse...

Se voltar é porque tem condições. Entendo que é dificil ficar sem receber e as contas chegando, mas eu nunca iria recomendar uma coisa dessa. Ou tem condição de trabalhar ou não tem. Depois se voce se acidentar ou piorar a situação, como que fica?

Se o INSS souber que voce voltou nao ira receber esse periodo.

Mr. Prev disse...

É so olhar no site da previdencia ou ligar no 135 para saber qual esta concedido, se foi retabeleceido entao o numero de beneficio anterior e que vai estar em manutenção/concedido.

Se nao foi restableecido pode ser pedido recurso no beneficio anterior solicitando a prorrogação ate a vespera desse novo.

DEARTES disse...

Boa noite
primeiramente obrigado pelas orientaçoes anteriores..
tive prorrogação de beneficio indeferido dia 10/Out e novo beneficio deferido dia 26/Out com vigencia apartir de 15/Out, com novo numero.., pelo q entendi esse não foi reestabelecido, entro com recurso p/ rever esses 4 dias..?? outra coisa,segurado em auxilio doença..,interfere em tempo de contagem de trabalho em caso de aposentadoria..?? grato.

DEARTES disse...

ah já ia esquecendo tive uma cirurgia e não obtive sucesso.., ou seja mau sucedida,o médico disse q será necessario nova cirurgia,a pergunta é: quem arcará com as consequencia financeiras,após cirurgia sem sucesso? posso considerar erro médico ou não? por favor me dê orientaçoes.., não sei oque fazer. grato

Mr. Prev disse...

Para tentar receber os 4 dias vai ter que ser com recurso sobre o beneficio cessado dia 10.

Para aposentadoria por tempo de contribuição, o periodo de auxilio-doença é contado caso haja retorno ao trabalho após cessação.

Na apsoentaoria por idade, pela legislação previdenciaria não conta, mas ha uma ACP que determina que o INSS conte caso haja retorno ao trabalho.

Mr. Prev disse...

Em relação a isso nao tem como eu ti orientar pois foge do assunto sobre previdencia, a não ser que essa cosnequencia financeira seja tempo que nao recebeu beneficio, mas pelo que entendi não foi bem isso que voce quis dizer, até porque voe esta recebendo beneficio.

sergio flu Marquers disse...

oi estou encostado desde outubro de 2011, por uma cirurgia q colquei um aparelho extensor na perna, tirei o aparelho em junho 2012, mas na minha ultima pericia em 08 de outubro2012 foi indeferido, mas estou pra fazer o mesmo tipo de cirurgia na outra perna e ainda uma artroscopia, pois esta num estado pior q estava a outra, e ainda por cima apareceu semana passada uma hernia de disco lombar com minhas pernas tendo fraqueza e dormencia nos pés, me deseqilibrando direto; mas mina pericia de reconsideração esta marcada para o dia 13/11/2012, o q o medico deve colocar no laudo de reconsideração o pedido de cirurgia ,que deve ser feito antes do dia 21 de novembro, pois a senha de liberação de cirurgia da unimed vence no dia 21 de novembro, ou coloca tbm sobre a hernia de disco na qual tenho rx sobre ela tbm ? sera q pode haver alguma implicancia por ser uma outra cirurgia a ser feita por outro medico, pois o q tinha feito a operaçãomem min esta com a agenda super lotada e mandou eu recorrer a um especialista em joelho, que é esse na qual vai ser feita a cirurgia agora,e pq o perito indeferiu sendo q o medico q tinha feito a cirurgia sinalizava q iriaser feita outra cirurgia, sera q o perito só se preocupou com a perna q tinha sido operada, e nao com a q vai ser operada por isso ele indeferiu ?

sergio flu Marquers disse...

seria bom levar na pericia uma declaracao do meu antigommedico q nao vai poder me operar em virtude de sua agenda lotada e por issommenviou a outro especialista, e devo comparecera minha empresa para tbm pegar o aso dizendo q estou inapto ?

flor de lótus (néia) disse...

Bom dia
Dei entrada no inss, com pedido de pensão por morte de minha filha. Foi indeferida, entrei com recurso, e ao consultar a página estava assim CONHECER DO RECURSO E DAR-LHE PROVIMENTO, POR UNANIMIDADE - ACÓRDÃO Nº 11ª JR - 9997/2012. Ao que entendi, eu ganhei o direito.Agora, eu gostaria de saber quanto tempo leva para começar a receber e se terei direito de receber desde fevereiro quando dei entrada na previdencia.
Desde já agradeço.
Valdineia

Mr. Prev disse...

O perito vai analisar sua incapacidade laborativa, indepednentemente de ser erro do medico na cirurgia ou não, não é atribuição dele fazer essa análise.
Em relação ao relatorio medico, seu medico tem que colocar o que voce tem e o torna incapaz, se for só a perna, deve dar prioridade em falar sobre a perna pois é ela que o torna innapto para trabalhar. Se a hernia tambem esta o tornando inapto, entao coloque sobre ela tambem. Em relação do porque que o perito indeferiu não tem como eu ti responder, mas voce pode solicitar uma copia do laudo medico do perito para verificar o que ele colocou.

Mr. Prev disse...

Nao vejo necessidade disso, o importante e voce ter solicitado a cirurgia, o que mostra que voce esta correndo atras, mas nada impede de voce pegar essa declaração, mas não acredito qeu va fzer alguma diferença

Mr. Prev disse...

Peloq ue voce colocou a Junta reconehceu o direito, agora eles vao amndar o processo para a gerencia executiva que ira dar uma olhada e caso nao concorde o INSS pdoera entrar com recurso para o COnselho, o que vai fazer o pagamento demorar, ou eles vao acatar e enviar para a agencia do INSS que voce deu entrada para cocneder, e isso deve acontecer em uns 30 dias, apois o beneficio ser habilitado no sistema demora uns 20 dias para sair o pagamento.

mau mau disse...

eu gostaria de saber por quanto tempo o inss guarda seus arquivos de indeferimento de amparo ao deficiênte? desde ja agradeço.

Mr. Prev disse...

Por 100 anos, o que espero que seja mudado em breve pois as agencia dosdo INSS ja nem tem mais onde gaurdar tanto documentos. Mas podem haver extravios, principalmente quando é muito antigo.

Sayonara Gonçalves disse...

Bom dia ! Meu pai fez uma cirurgia contra um cancêr no pulamão em2009. Apartir desta data não pode mais exercer suas funcões no trabalho. Aproximadamente a 2 anos não recebe mais o beneficio uma vez bloqueado pelo INSS pois ele não consegue passar na perícia , e também não pode trabalhar pois o laudo do medico do trabalho da empresa diz que ele não está apto ao trabalho. Estamos aguardando o agendamento com a perícia federal. Gostaria de saber se há chances da sentença ser favorável a ele ? Sayonara G.Gomes

Paulo Henrique aires disse...

Boa noite, Mr. Prev!
Meu recurso é do dia 01/02/2012. Tenho 34anos 6meses e 24 dias de CLT, mas eu trabalhei em uma empresa de Química durante 5 anos e juntamente com meu recurso foi comprovado com perito do INSS que realmente foi exercido como atividade especial, inclusive dia 24/10/2012 foi aprovado com unanimidade a SOMA como período especial, hoje recebi(07/11/2012)uma correspondência da sexta junta alegando que meu recurso foi indeferido que eles não estava de acordo com o acordão aprovado/assinado pelo representante do governador que infelizmente não foi computado as atividades especias e que era necessário eu entrar com recurso no prazo de 30 dias...MR.PREV, o que você me orienta? como que eu faço este recurso? e o laudo original do perito, que comprove que atividade exercida durante 5 anos era especial ficou quando abri o processo....

Paulo Henrique aires disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paulo Henrique aires disse...

Complementando as informações acima.
Na data do início do Recurso (01/02/2012) eu ESTAVA com 34 anos; 6 meses e 24 dias... contando com os 5 anos da empresa de química, porém o meu primeiro recurso era o aumento pela atividade especial que não foi computado na última junta....

Lembrando que encontrei a documento assinado pelo perito a comprovação da atividade de risco durante os cinco anos... Será necessário anexo ao recurso?

Mr. Prev disse...

Chances há e grande, em torno de uns 50% dos processos judiciais sao favoraveis aos segurados.

Mr. Prev disse...

Olá, qualquer documento que seja relacionado a esse enquadramento é importante que seja anexado, é o que voce em a apresentar, ja que os outros documentos ja estão no processo.

Em relaçao ao recurso não tem muito segredo, voce vai pedir o enquadramento da ativdiade como especial conforme documento.

So nao entendi uma coisa, como assim foi aprovado por unanimidade mas a resposta foi Indeferido??
Onde voce viu essa resposta que foi somado(24/10/2012)?

Paulo Henrique aires disse...

CONHECER DO RECURSO E DAR-LHE PROVIMENTO, POR UNANIMIDADE - ACÓRDÃO Nº 06ª JR - 8680/2012
0850112 - SEÇÃO DE RECONHECIMENTO DE DIREITOS

Sr., tem algum modelo de recurso para que eu possa leva-lo amanhã, ou pessoal da previdência possa me ajudar...

Mr. Prev disse...

o FOrmulario modelo é o mesmo que voce utilizou para entrar com recurso para a Junta e pode ser obtido no site da previdencia, mas voce tambem pode criar seu proprio formulario, isso nao é problemas, basta incluir informações como seu Nome, o numero do beneficio, o motivo e a justificativa para pedir com recurso(os argumentos).
Voce tem que chegar ao INSS com um formularios em maos, não vai me aparecer apenas com o agendamento pois corre o risco deles marcarem outro dia para voce.



Paulo Henrique aires disse...

Excelentíssimo Mr. Prev, criei contrarrazão e entreguei aonde montei meu processo agora vai ser enviado para Brasília-DF à ultima instância. Será vai demorar pelo mesmo prazo que estou aguardando até no momento?

Jose Cunha disse...

Caro Mr. PREV
Dei entrada no meu pedido de aposentadoria em Outubro 2011, solicitando consideração de Eng. metalurgico e especial. Foi indeferido em Janeiro 2012. Entrei com recurso junto a 12 Junta de Recursos em 09/02/12. Em Setembro de 2012 o recurso foi julgado a meu favor por unanimidade, reconhecendo os laudos rejeitados e enviado ao setor de beneficios para dar provimento. Em 31/10/2012, vi que o INSS interpos recurso à CaJ. Não fui notificado. Pelo que li, posso entrar com novo recurso contestando o INSS. No site de recursos consta que o INSS interpos o recurso. Preciso aguardar a notificação ou já posso fazer novo recurso? Meu receio é passar os 30 dias. Tenho hoje 34 anos de contirbuição.

Mr. Prev disse...

Nao sei exatamente qual o prazo que voce esta aguardando, mas a anlise pela CAJ é demorada assim quanto a da Junta de Recurso. Chutaria por volta de uns cinco/seis meses.

Mr. Prev disse...

Recomendo procurar a agencia do INSS pois caso haja interposição de recurso por parte do INSS, tem que ser aberto przo de 30 dias para voce tambem apresentar contrarrazões, caso isso nao aconteceça a CAJ ira devovler para que voce possa se pronunciar. O mlehor é procurar o INSS para saber o que andou acontecendo.

Fernanda Santos disse...

bom dia! sou corretora de seguros e tive bebe em julho.12, como tive problemas na recuperação e não pude sair para longas distancias por 45 dias, dei entrada no pedido lic maternidade somente em out, porém meu pedido foi indeferido, pois consta que recolhi inss durante os mess seguinte ao parto, porém como sou corretora e recebo pagamento vitalício, ou seja mesmo sem 'vender' pois é esta minha função, eu recebo por condição contratual, por isso o inss esta sendo pago, entretanto a previdencia não considera que eu estava afastada, como autonoma, como isso pode ser considerado?? como eu posso pedir que as empresas - que tem esse tipo de contrato padrão - não pague inss para mim? eu recolho inss quase 3 vezes mais do que eu deveria e agora que tive bebe e estou realmente em casa , aliás desde o 7 mes de gravidez, por problemas de pressão e depois do poarto tive sérioa problemas, pois houve rompimento de útero e meu bebe ficou na UTI ...não terei direito mesmo? como devo proceder este recurso? Por favor me ajude, pois não seria justo eu deixar de receber o que por direito eu mereço! no aguardo. OBRIGADA!

Mr. Prev disse...

Olá!
A ideia de salario maternidade é garantir uma renda par a mulher quando ela se afasta por 4 meses de licença. Quando a continua a trabalhar acaba perdendo o direito.

Mas pelo que entendi o seu caso não é de continaur trabalhando, acredito que voce deve ser prestadora de serviço e a empresa paga um valor fixo por mes.

Mas vamos lá!
Primeiro voce devera agender recurso e no dia apresentar sua defesa alegando salario vitalicio. Não tem muito o que argumentar.
Voce deve juntar copia do contrato onde fala que voce recebe um salario fixo e de preferenca com declaração da emrpesa informando que voce nao estava exercendo a atividade, e bater na "tecla" de que o salario maternidade é devido a mulher que se afasta, sendo assim voce atingiu as condições necesessarias ja que tem qualidade de segurado, e se afastou.

De qualquer forma é uma situação dificil, pois trabalhando ou nao voce estava com renda durante os 4 meses.
É como se voce se machucasse e fosse solicitar auxilio-doença, tambem iria dar problema pois apesar da incapacidade a empresa esta garantindo sua renda.

Nao sei se vou conseguir localizar, mas ha um tempo aconteceu um caso de maternidade e trabalho ao mesmo tempo onde foi feito consulta a um setor especializado dentro do INSS vou tentar achar esse parecer e assim poderei ti orientar melhor

sergio flu Marquers disse...

não concordo com o indeferimento de pedido de auxilio doença, pois como pode ser visto nos relatórios medicos estou em tratamento devido a lesões no meu joelho direito e hernia de disco lombar, o que me impossibilita de exercer minhas atividades laborativas.meu joelho direito ao ficar muito tempo em pé ou ao caminhar logo incha e fica dolorido impossibilitando até de dobra-lo, pois tenho todos ligamentos dele se romperam e tem nele uma artrose que dói muito ao ficar certo tempo de pé, diagnosticada pelo ortopedista como se fosse de uma pessoa de 65 anos sendo que tenho 43 , entao meu joelho além de ter os ligamentos comprometidos tem essa dor horrivel entre a rótula desse mesmo, meu ortopedista pediu necessaria uma cirurgia de osteotomia e uma artroscopia no mesmo, me passando que além de amenizarem as dores que sao muitas essa osteotomia me daria um pouco mais de vida util a esse joelho, apresentei a perita os laudos e ainda as guias da unimed com o pedido e com a liberação da senha para a cirurgia, a mesma me perguntou porque nao tinham marcado a cirurgia, informei que a agenda do meu médico só poderiam me operar no final de novembro de 2012 , sendo que o joelho muita das vezes ao caminhar ele sai do lugar causando dores horriveis, sendo que meu serviço é como vigilante e trabalho em pé de nove a dez horas, este texto esta bom pra dar entrada no recurso , sendo que indeferiram na prorrogacao e na reconsideracao? e posso marcar pericia mesmo tendo dado com o recurso no inss ou isso nao tem como acontecer

sergio flu Marquers disse...

sendo q indeferiram o pedido de prorrogacao e a connsideracao existe essa possibilidade de eu dar entrada em uma pericia mesmo tendo dado entrada com o recurso, pode sacontecer de o recurso ser indeferido comigo operado, pois devo operar agora no final de novembro, acontecendo dessa forma como devo fazer

sergio flu Marquers disse...

como funciona a respeito de nao precisar esperar o julgamento do recurso e enquanto isso marcar nova pericia? ou pode enquanto julgam o recurso dar entrada com outro beneficio ? o que seria melhor no meu caso acima explicado a fazer ?

sergio flu Marquers disse...

não concordo com o indeferimento de pedido de auxilio doença, pois como pode ser visto nos relatórios medicos estou em tratamento devido a lesões no meu joelho direito e hernia de disco lombar, o que me impossibilita de exercer minhas atividades laborativas.meu joelho direito ao ficar muito tempo em pé ou ao caminhar logo incha e fica dolorido impossibilitando até de dobra-lo, pois tenho todos ligamentos dele se romperam e tem nele uma artrose que dói muito ao ficar certo tempo de pé, diagnosticada pelo ortopedista como se fosse de uma pessoa de 65 anos sendo que tenho 43 , entao meu joelho além de ter os ligamentos comprometidos tem essa dor horrivel entre a rótula desse mesmo, meu ortopedista pediu necessaria uma cirurgia de osteotomia e uma artroscopia no mesmo, me passando que além de amenizarem as dores que sao muitas essa osteotomia me daria um pouco mais de vida util a esse joelho, apresentei a perita os laudos e ainda as guias da unimed com o pedido e com a liberação da senha para a cirurgia, a mesma me perguntou porque nao tinham marcado a cirurgia, informei que a agenda do meu médico só poderiam me operar no final de novembro de 2012 , sendo que o joelho muita das vezes ao caminhar ele sai do lugar causando dores horriveis, sendo que meu serviço é como vigilante e trabalho em pé de nove a dez horas estava acabando ainda mais com meus joelho, essa cirurgia tende a trazer melhoras para minha situação qual desses dois textos ficou melhor ?

sergio flu Marquers disse...

o que seria melhor eu entrar como recorrente ou advogado amigo meu ou eu entrando nao tem diferença? o q devo colocar no cessacao d beneficio,data fixada para inicio de beneficio, valor fixado para beneficio,decisao poferida no processo numero, e informacao sobre volta ao trabalho , essas questoes sao do formulario, essas partes q citei sao els que preenchem ou nós ?

sergio flu Marquers disse...

sendo que a minha pp foi dia 08/10/2012 e a pr foi 13/11/2012 esclarecendo a data das pericias que esqueci de citar acima

leideane.soares disse...

Bom Dia, estou desempregada e meu benefício cessou em 22/09, quando fui dar entrada na reconsideração o prazo tinha expirado, dei uma nova entrada e ganhei o benefício até 23/12, posso solicitar o restabelecimento do benefício anterior, para receber desde 22/09?

Carla Silva disse...

Boa Noite, minha mãe tem 65 anos e teve o pedido indeferido do Benefício de Prestação Continuada da Assistencial Social a Pessoa Idosa.
"baseados na renda do grupo familiar é igual ou superior a 1/4 (um quarto) do salário mínimo não sendo possível o enquadramento no Art.20, inciso30. da lei 8.742/93"
moramos eu e minha mãe, ganho um salário comercial faço faculdade e tenho minhas obrigações para pagar, já a minha mãe tem seus remédios para comprar e está com início de Alzheimer o qual ainda não foi confirmado pois o médico passou um encaminhamento para ser feito um exame, mas se tratando de consulta em hospital público a demora é enorme, mas ela tem laudos e receitas dos remédios passados para os problemas de saude.
Sendo assim,não tenho condições de arcar com nosso sustento.
Sei que podemos entrar com recurso a Junta de Recurso da Previdência Social. quando ela foi não levou nenhuma receita nem laudo. você recomenda quando formos dar entrada no recurso levarmos um Advogado e também os laudos?

valeria disse...

Meu salário maternidade foi indeferido, então entrei com um pedido de recurso na previdencia. Quando ainda estava gestante procurei a previdencia pra me informar se teria direito ao benefício, eles me informaram q sim... Então expliquei q a ultima empresa q trabalhei foi por tempo determinado,e falei em sair da empresa antes mesmo de saber q estava gestante.Trabalhei tbm em outra empresa por nove meses, na qual entrei em acordo com a empresa em mim pagar todos os meus tempos, nessa tbm pedi pra sair. No dia de dar entrada, não mencionei q tinha pedido pra sair das empresas eles só me perguntaram se a empresa tinha ciencia de minha gravidez, entao respondi q sim. Gostaria que vcs me informacem,quais os documentos q devo levar e como devo proceder do diante do recurso?

Mr. Prev disse...

Voce pode dar entrada em novo pedido de pericia mesmo com recurso, ate recomendo voce a fazer isso, pois a Junta de recurso costuma demorar para analisar os pedidos de recurso, entao é bom entrar com novo, quem sabe o novo pedido é deferido, assim voce ja vai recebendo e os atrasados ficam por conta do recurso.

O texto está bom, se conseguir escrever um texto mais curto melhor, desde que não deixe informações importantes de fora.

Mr. Prev disse...

voce pode dar entrada em nova pericia junto com recurso, e em relação ao indeferimento nao tem como eu responder pois não sou medico perito nem vi seus laudos medico. Mas é claro que logo apos a cirurgia o beneficio sera concedido, a questao é por quanto tempo após cirurgia..

Mr. Prev disse...

Eu recomendo fazer os dois, o recurso e nova pericia. Um nao atrapalha o outro. Caso seja cocnedido a nova pericia o recurso seria para receber os atrasdos, ja que da nova pericia pra frente ja tera pagamentos.

Mr. Prev disse...

Entrar pessoalmente ou com advogado no INSS nao tem diferença, a anlsie sera igual, agora o advogado pode entrar judicialmente tambem, caso queira.

Mr. Prev disse...

Gostei mais desse.

Mr. Prev disse...

o restabelecimento acontece quando a nova pericia tem os mesmo dados da anterior, ou seja, o perito coloca o mesmo CID, a mesma data de inicio de doença e inicio de Incapacidade.

VOce pode pedir uma revisao nesse beneficio solicitando as devidas alterações. Voce pdoeria ter pedido recurso no beneficio anterior tambem, mas pelo jeito ja passou do prazo de 30 dias

Mr. Prev disse...

Nao ha encessidade de levar um advogado, mas voce pdoe pedir para ele escrever o recurso para voce, caso nao se sinta confiante para fazer isso sozinha.
A presença dele no INSS nao fara diferença o que sera anlisado é seu pedido por escrito.

Mr. Prev disse...

Se a empresa tinha ciencia de demitiu sem jsuta causa entao ela que deve pagar, e depois o INSS ira ressarci-la.

Se a ultima emrpesa foi a que voce estava com contrato por tem pdoeterminado, entao leve copia do contrato, caso tenha sido a outra, entao ecplique no recurso que a empresa tinha ciencia, mas voce que pediu para sair.

valeria disse...

ESTÁ AGENDADO PRA AMANHA E NÃO SABIA O QUE LEVAR.MUITO OBRIAADA!!

Beeeah disse...

Oi gostaria de saber quanto tempo demora um recurso, porque o meu ja faz mais de 2 meses é até agora não mudou nada pelo site, não sei mais oque fazer, dei entrada no salario maternidade quando meu filho tinha apenas 1 mês, e ele já esta com 4 e até agora nada, e eu estou precisando muito do dinheiro, não posso voltar a trabalhar porque não consegui vaga na creche, e não tenho com quem deixar o meu filho, e meu marido trabalha mais o dinheiro so da pra pagar o aluguel e comprar a comida, falta roupa para o nenem, ja ta tudo pequeno e preciso arrumar o dinheiro logo, sera que tem como adiantar logo esse processo?

Mr. Prev disse...

Caso o recurso tenha sido caminhado para a junta de recurso pdoe demorar varios meses, conheço caos de 5 meses, 7 meses e por ai vai, com menos de 2 meses nunca vi.
Mas se concedido um beneficio em fase recursal com menos de 2 meses só se a propria agencia do INSS reconhecer.

Paulo Henrique aires disse...

MR. PREV., meu processo deu início no dia 01/02/2012, atualmente, recorri na ultima instância é provável que o beneficio seja aprovado em janeiro; minha dúvida é o seguinte; vou receber retroativo, desde quando abri o meu processo?

Mr. Prev disse...

Se o recurso foi protocolado dentro do prazo estipulado sim, o pagamento sera retroativo.

Aide camargo disse...

Eu fiquei doente trabalhando e fui despedido doente, procurei o inss e nao foi concedido o beneficio recorri e foi negado, entao passou-se 4 anos e me foi consedido o beneficio LOAS entao queria saber se posso mudar a especie de LOAS para Auxilio doença que era meu direito quando sai da empresa e ter os atrasados por eu ficar esse tempo de 4 anos sem receber nada??

Mr. Prev disse...

Voce pode solicitar auxilio-doença e se comrpovar a incapacidade na epoca que tinha qualidade de segurado, e caso seja concedido optarem receber ele.
Em relaçao aos atrasados é praticamente impossivel, a nao ser que cosniga judicialmente.
Pelo INSS voce iria receber so a partir da data em que foi solicitado a pericia. Os atrasados so se tivesse direito a recurso, mas voce ja pediu recurso e foi negado.

claudio vagner disse...

Eu nao entendi muito bem...
Quer dizer que,se eu provar que eu estava incapacitado na condição de segurado na época que sai da empresa doente, eu tenho algum direito??
Atualmente??

Mr. Prev disse...

Isso mesmo, depois que voce saiu da empresa, voce ficou um tempo na qualidade de segurado, se provar que a incapacidade foi nessa época, entao tera direito.

claudio vagner disse...

Obrigado Mr.prev. boa notícia!
Tenho alguns laudos da época e tambem tenho uma declaração de que fiquei internado por uns dois anos depois de sair doente da empresa!
Espero que dê certo.
Claudio.

pepy souza disse...

boa tarde.gostaria de ter informação se posso participar de julgamento na junta de recurso do inss e o que levar no dia se puder ir.entrei com recurso na junta em 10/07/12 e esta marcado hoje30/11 para julgamento em 12/12/12 o mes passado juntei dois laudos ao recurso sendo que fiz cirurgia da coluna cervical em 09/11 e em 03/12 voltou as dores fiz ressoncia de varios lugares ombro,dorsal,lombar,pes e quadril o med achou tudo normal,a dois meses ele notou em raio-x afastamento da protese,mas tambem esta forte suspeita de fibromialgia e me encaminhou para uma reumatologista que em contato com ele trocou toda a medicação e pediu exames para afastar outras possiveis causas,os exames estarao prontos em 05/12/12 data quando ela pode me dar algum laudo se devo retirar a protese ou tratar fibro.me ajude quanto ao que fazer.grato

Mr. Prev disse...

Boa Sorte!!!

Mr. Prev disse...

Não! O julgamento da Junta nao é aberto ao publico, nem mesmo ao interessado, é uma sessão fechada entre os membros da Junta.
Se eles acharem necessario uma nova pericia para tirar alguma duvida ou qualquer outro documento, eles encaminham o processo de volta para a agencia do INSS, para que a APS entre em contato com voce.

DEARTES disse...

Bom dia
tive beneficio concedido em 26/10/12 com vigencia apartir de 15/10/12..,e o mesmo encerra se no dia 05/12/12,tem algum problema em fazer pedido de prorrogação no último dia...? e se passar dos 15 dias finais..? pois minha filha de 5 internada problemas de saude e estou dando assistencia devida a ela.. por favor me instrua.. oque devo fazer?? obrigado..!!

Mr. Prev disse...

O prazo para perdir prorrogação sao os ultimos 15 dias de beneficio. Voce pode fazer o pedido ate no dia da cessação. Na pratica até 3 dias depois da cessação eles aceitam, mas sugiro fazer até o ultima dia de beneficio.

vera lúcia broda canella disse...

Bom dia, Doutor, estou viúva a 5 anos, na ocasião da morte do meu marido, ele já não pagava a previdência há + ou – 15 anos, e tbm tinha um pouco mais de 15 anos de contribuição para o INSS, fui (na época) até o INSS, para me informar e a atendente falou q ele havia perdido a qualidade de segurado, e me deu a carta que constava apenas as contribuições voluntárias somando com uma das carteiras de trabalho dele (ele tinha 2 carteiras de trabalho) que somando tudo não dava os 15 anos contribuídos. Pedi a ela para colocar a informação certa, no que ela respondeu q ñ adiantava ñ tinha + jeito. A advogada da empresa onde eu trabalhava nunca tinha entrado com ação contra o INSS, e mesmo assim deu entrada no processo. No dia da audiência, apenas a assistente do juiz nos atendeu dizendo que a ação era inviável e q o meu marido não tinha nem 15 anos de contribuição, se baseando na informação dada pelo INSS, mas contei e deu + de 180 pagamentos. Doutor há ainda algo para fazer, pois já faz pouco + de 3 anos da audiência?

Mr. Prev disse...

Para valer essas 180 contribuições, so se o seu marido faleceu com 65 anos ou mais, pois nesse caso ele teria direito a se aposentar por idade.
Se ele faleceu com menos de 65 anos de idade, entao nao teria direito a se apsoentar, a nao ser por tempo de contribuição, mas ai precisaria de 35 anos.

Sem direito a se aposentar entao tem qeu ter a qualidade de segurado para deixar pensão.

Doassa disse...

Boa noite!

Dei entrada no pedido de aposentadoria por tempo de contribuição e junto anexei um processo trabalhista, depois de 3 meses recebi uma carta dizendo que meu pedido foi indeferido porque não tinha o tempo de contribuição necessário.
Fui até a agencia e fiquei sabendo que não incluiram na contagem o meu processo trabalhista, então entrei com um recurso que segue em andamento.
Minha duvida é a seguinte, receberei os atrasados desde a data em que dei entrada no pedido?

Mr. Prev disse...

Se voce ganhar na Junta de Recurso e caso tenha entrado com recurso dentro do prazo, irá receber desde quando agendou o pedido de aposentadoria.

Audrin Brandl disse...

Olá!
Fiz uma cirurgia de quadril, tenho escoliose e espondiloartrose, estava afastada e pedi prorrogação de benefício, mas na perícia o mesmo foi indeferido. Vou entrar com recurso, afinal ainda não estou apta a voltar. A minha dúvida é: eu posso voltar a trabalhar qdo o médico me der alta mesmo que o recurso ainda não tenha sido julgado?
Grata

Mr. Prev disse...

Claro que pode, ate recomendo, imagina se o recurso for negado tambem, voce vai ficar perdendo dias de trabalho, perdendo salario, sendo que tem condição de voltar a trabalhar.

Vale lembrar que, caso voce nao tenha feito pedido de Recosndieração, voce tem direito a esse tipo de perícia antes do recurso.

Luana Mattos disse...

olá,
em 2009 sofri um queda em minha empresa na qual fraturei a cabeça do radio direito tendo que passar por uma cirurgia, me afastei logo apos a cirurgia e fiquei encostada ate dia 19/10/2012 no qual o inss deu indeferido, então fui ate a empresa na qual marcou o medico do trabalho, fui ate e o mesmo me encaminhou para um ortopedista , no qual pediu exame de rx , pois sinto muita dor em meu braço e dormencia nas mão, o resultado do rx deu que tenho uma outra fratura olecrano não percebida, então o medico deu um atestado de não apto ao retorno me encaminhado novamente ao inss, retornei ao inss pedindo uma reconsideração na qual não pude pedir pois ja tinha pedido uma vez, tive então que pedir recurso no qual levei todas os atestado e resultado do rx e fou encaminhado , será que demora?será melhor entrar com advogado nesta questão o que eu faço?tem perigo de reprovar? , agora a empresa não me aceita e estou sem receber do inss e da empresa !

Mr. Prev disse...

Caso o recurso seja encaminhado à Junta vai demorar. Geralmente primeiro um medico na agencia do INSS analisa os novos laudos e se nao conceder vai para Junta.
Sugiro entao que voce pergunte no INSS se houve a necessidade de encaminhar para a Junta, caso tenha sido encaminhado voce podera entrar com novo pedido de auxilio-doença, vai que voce consegue.
O recurso continuará sendo analisado e se ganhar receberá os atrasados.

Judicialmente é um opção tambem.

claudio vagner disse...

Olá Mr.Prev, tudo bem?
Queria saber por gentileza qual os documentos que provaria minha incapacidade na época que fui despedido doente para eu tentar algum recurso no inss? sendo que já se passou-se uns 4 anos?

Mr. Prev disse...

Tdo ótimo!

Laudos médicos/Exames da época em que voce foi despedido mostrando sua incapacidade, pode tambem pedir a seu medico um laudo com o historico/evolução da doença.

Se voce tiver laudo da epoca guardado a chances de comprovar. So o historico é mais dificil

claudio vagner disse...

Eu era viciado em crak e tinha outros problemas de saude no trabalho,fui despedido por isso, e então vagava pelas ruas, sendo medicado sempre pelos médicos de minha cidade depois de eu ser despedido pela Empresa...
Então minha familia me levou para o CAPS de maneira estranha, e eu assustado e desorientado, fui embora no momento, e nao quis conversar com o psiquiatra!! Tava muito assustado que já tinham tentado me internar a força anteriormente, este medico psiquiatra forneceu um laudo dizendo que eu me recusava a me tratar,tenho este laudo, e pergunto se ele serve para eu apresentar na agencia como prova de minha incapacidade na época??
Aguardo por gentileza,
Claudio.

Mr. Prev disse...

Laudo dizendo que voce se recusava a se internar nao prova sua incapacidade, recomendo apresentar um laudo do psiquiatra relatando seus problemas de saude, como a gravidade, uso de medicamento, tempo que esta em tratamento(caso esteja). Pode ate citar qye voce se recusou a tratar devido aos problemas psiquiatricos, mas nao so isso.

Audrin Brandl disse...

Obrigada Mr. Previ!
Mas, desculpe, tenho outra dúvida. Trabalho em uma estatal de economia mista, e a responsável pelo RH disse que a empresa só aceitará que eu retorne ao trabalho depois que o INSS responder ao recurso. No 135 me deram a possibilidade de agendar uma nova perícia, com novo benefício. O sr acha isso muito arriscado? Afinal, certamente uma nova perícia seria mais rápido! Mas tenho medo do perito achar que estou utilizando de má fé, já que o RH me informou que o caminho correto é o Recurso.
Obrigada.
Audrin
PS: já havia sido feito pedido de reconsideração na época que precisei fazer a cirurgia.

Mr. Prev disse...

Recomendo fazer os dois(recurso e nova pericia)
O recurso, caso seja encaminhado para Junta pode demorar varios meses. Entao nesse meio tempo voce corre atras de novo beneficio, se ganhar o recurso fica resposavel apenas pelos atrasados, ja que daqui para frente voce ja esta recebendo.

Acho arriscado apenas o recurso, ate porque pdoe acontecer por exemplo, da Junta de recurso prorrogar seu beneficio por mais 3 meses, mas demorar seis meses para eles analisarem, ou seja, a resposta chega para voce com 3 meses de atraso.
Nesse caso nao da para voce fazer mais nada pois o beneicio ja chegou cessado ha tres meses, nao e possivel entrar com novo recurso, nem pedir prorrogação.
Um novo pedido de beneficio pdoe ajudar a voce a nao ter esse problema.

Doassa disse...

Bom dia!

Por favor poderia me dizer qual o significado desse comentário.

"Caso, após a ciência desta decisão, o recorrente reafirme a data de entrada do requerimento, os autos deverão retornar a este colegiado, após a implantação do benefício, caso o INSS reconhecer-lhe o direito, para revisão do julgado."

Mr. Prev disse...

Pelo que entendi, esse é um processo julgado pela Junta ou CAJ, e a alteração da Data de entrada de requerimento pode dar o direito a concessão. Ou seja, se o recorrente(titular do beneficio) aceitar alterar a Data de entrada do requerimento o beneficio sera concedido.

claudio vagner disse...

Olá, eu queria saber por favor, se no momento da pericia tem uma ''soma de pontos'' , por exemplo:
dois moderados e um grave é concedido o beneficio ou, dois graves e um moderado tambem concede, ou, um leve e um grave nao concede o beneficio pleiteado etc.??
Espero que eu tenha sido claro,
Claudio.

Mr. Prev disse...

Pelo que percebi voce esta se referindo ao LOAS.
Bom, alem dessa pontuação da assistente social ha a pericia medica, e a soma dos dois que vao dar o direito ou nao.
Nao tem como eu ti responder só com essa informação

Neusa disse...

Boa tarde.
Fiz no dia 26/10 a cirurgia bariátrica por varios fatores de saúde, 8 dias após ter feito a cirurgia comecei a fazer uma infecção bem séria fui internada novamente ficando lá mais uma semana nesse meio tempo estava com o atestado de 15 dias, mais o atestado terminou e estava internada ainda.Saindo do hospital passei pelo médico da empresa que me encaminhou para o INSS o meu cirurgião dia 3/12 me pediu mais 60 dias para total recuperação.
Mais colegas me falaram que o INSS não dá benéficio para cirurgia bariatrica sou operadora de caixa trabalho em um Hipermercado.
Grata espero a resposta.

pepy souza disse...

Boa noite!
dei entrada em um recurso de auxilio doença em 10/07/12 em 12/12/12 foi julgado e indeferido pela junta de recurso do inss.gostaria de saber como devo proceder daqui pra frente e em que isso me prejudicou pois continuo afastado do trab. apos uma cirurgia de coluna desenvolvi um com quadro de fibromialgia cronica.grato mais uma vez.

Mr. Prev disse...

Não é bem assim, se apos cirurgia voce nao teve condições de retornar ao trabalho, entao o medico perito deve cocneder um tempo de auxilio-doença, ou seja, o que vai ser analisado é a sua incapacidade.
Cirurgia bariatrica nao costuma deixar a paciente incapacitada por mais de 15 dias, porem voce teve uma infecção, ela sim ti tornou incapacitada.
É sobre essa infecção e seus efeitos que o medico perito tem que ter conhecimento

Mr. Prev disse...

Se o recurso foi idnefrido, entao o INSS nao ira pagar a voce. Se o motivo do recurso foi medico(perito nao concedeu), nao cabe mais recurso, se foi administrativo entao cabe recurso à CAJ(ultima instancia)

thais monteiro disse...

ola,boa noite,entrei com recurso no inss em agosto,em dezembro saiu a decisão da décima junta,que concedeu meu benefício por unanimidade,gostaria de saber quanto tempo depois disso recebo meu benefício,obrigada!

Mr. Prev disse...

o processo ira retornar à agencia do INSS que devera cumprir a decisão. Geralmente em menos de 30 dias o INSS ja concedeu o beneficio. Apos concessao pode demorar uns 15 dias para o pagamento sair, entao vamos colocar um prazo de ate 45 dias para o pagamento.

marina moraes disse...

Boa tarde, primeiro parabenizo pelo excelente trabalho no blog! Muitas informações uteis!

Gostaria de tirar uma duvida:
Temos uma funcionária, que teve sua perícia negada no INSS, recorreu com o pedido de reconsideração, foi negado também, e logo voltamos com a mesma para a folha em atividade restrita. Acontece que 15 dias após esse retorno, ela me trouxe um atestado de 7 dias pelo mesmo motivo de afastamento. O que devo fazer agora?

1)Pedir para ela entrar com o recurso junto a Junta do INSS, tentando reaver o antigo benefício, e aguardar a decisão desse recurso em casa?
2)Ou pagar esses 7 dias de atestado, e esperar caso ela dê mais 8 dias, somando 15, para afastá-la novamente, com um novo número de benefício?

Obs: você disse numas respostas que esse recurso pode demorar varios meses. Se um funcionario, tem sua pericia e reconsideração negados, e entra com o pedido na junta, ele pode retornar ao trabalho quando estiver apto e aguardar a decisão dessa junta posteriormente para o pagamento do tempo que ele não trabalhou, desde a primeira pericia?


Muitissimo obrigada!

thais monteiro disse...

obrigada pelo esclarescimento,boa tarde!

claudio vagner disse...

olá!
Eu recorri uma vez e foi negado o recurso ,depois recorri novamente e apareceu o seguinte dizer: ''COMUNICAÇÃO''.
Eu queria saber o que quer dizer esta palavra que apareceu no processo?

claudio vagner disse...

Olá se nao se importa,por gentileza eu queria saber o seguinte:
Conforme uma resposta anterior sua: ''Se foi o motivo do recurso o indeferimento (pelo medico), entao nao cabe mais recurso,mas se foi indeferido administrativamente, entao caberá recurso em ultima instância''. isto se aplica tambem no beneficio LOAS?
Grato.
Claudio.

Mr. Prev disse...

Olá!
Sugiro entrar com recurso, esse é um procedimento que deve ser utilizado, mesmo que demore.
Caso a Funcionaria esteja apta a retornar ao trabalho futuramente ela pode voltar, e caso o recurso cocneda o beneficio ele sera cessado um dia antes do retorno. Caso aconteça essa concessção pela Junta com cessação apos o retorno é bom a funcionaria ir ate o INSS para declarar que voltou ao trabalho pois pode acontecer de nao ser detectado e ela receber apos voltar a trabalho, e isso podera dar problema no futuro apra ela, como a devolução do que recebeu apos retorno.


Como ela teve novo afastamento dentro de um periodo de 60 dias, a empresa nao precisa pagar os 15 dias, pode encamiahar direito ao INSS.

Recomendo entrar com recurso caso ainda esteja no prazo de 30 dias apos comunicação e tambem entrar com novo pedido.

Mr. Prev disse...

Geralmente o termo é usado na carta que é enviada para comunicar o resultado do recurso/pericia.

Em que parte do rpocesso vou viu esse termo, no processo fisico ou acompnhando pela Internet?

Mr. Prev disse...

Tambem se aplica ao LOAS.

A CAJ,conselho de Recurso em Brasilia, não analisa parte médica. Isso é competencia das Juntas.

claudio vagner disse...

Eu recorri uma vez e foi negado o beneficio, depois recorri novamente e foi protocolado pela segunda vez o recurso na agência, e logo depois foi enviado o processo para a ''quarta camara de julgamento'' que eu nao sei onde é, se é em Brasiliia ou Belo horizonte, entao ao chegar o processo na camara de julgamento, houve o cadastro na mesma e apareceu o termo ''COMUNICAÇÃO,''no ''acompanhamento pela internet''.(Processoeletronico.) que termo é esse?

Roberto Carlos disse...

Olá Mr. Previ!
Estou com a seguinte “pulga” atrás da orelha:
Contribui durante muitos anos para o teto do INSS. Hoje estou em um novo emprego com um salário mais baixo. Com isto não contribuo mais para o teto do INSS. Posso fazer contribuições paralelas via carnê para completar até o teto do salário de contribuição? E com isto garantir o pagamento máximo do INSS como era antes no meu antigo emprego? Já que esses valores baixos podem representar mais de 20% do total de contribuição?
Vê se estou certo? No cálculo:
Teto do INSS =3916,20
Base INSS = 2500,00 ( vem no contra cheque valor que a empresa toma como ref para desc. INSS)
Aí eu pego 3916,20 - 2500,00= 1416,20
1416,20 * 0,20 = 283,24
Esse 283,24 seria o valor a ser pago no carnê no código 1007?
Obrigado.

Roberto Carlos disse...

Ah, e qual seria o código? como devo proceder?
Tentei inseri este questionamento na postagem mais indicada e não consegui, me desculpe.
Abraço, Roberto Carlos

claudio vagner disse...

olá MR Prev.
Se a CAJ,conselho de Recurso em Brasilia, não analisa parte médica isso é competencia das Juntas, e meu processo está lá na CAJ,será que pode-se dizer que passei na parte medica?
Penso que Se coube recurso, é porque o medico perito me concedeu o beneficio, que no contrario, nao caberia recurso À CAJ.
Estou certo?
Aguardo,por gentileza,
Claudio.

claudio vagner disse...

Olá Mr Prev!
Esta lei aí abaixo descrita se aplica para deficientes mentais tambem?
aguardo e agradeço sempre,
Claudio.

Face à decisão judicial proferida na Ação Civil Pública nº 2009.38.00.005945-2, a qual determinou o INSS, no âmbito do território da Seção Judiciária de Minas Gerais, que na análise dos requerimentos de benefício assistencial não compute, no cálculo da renda familiar per capita, o benefício previdenciário ou assistencial no valor de um salário mínimo, recebido por pessoa idosa ou deficiente física integrante do grupo familiar

Mr. Prev disse...

Isso mesmo, voce deve fazer um cadastro de Atividade no INSS(inventa alguma atividade caso nao exerça nenhuma como autonomo) e começar a pagar esse complmento. O calculo está correto e o codigo é o 1007.

Mr. Prev disse...

O codigo sera 1007, pago a aprtir de agora, apra pagar atrasados sos e voce comrpovar atividade.

SUgiro ir ao INSS para acerto de cadastro e inclusao da atividade, nao que voce nao possa ir pagando sem fazer, mas sempre recomendo fazer todos os passos.

«Mais antigas ‹Antigas   1 – 200 de 436   Recentes› Mais recentes»